Facebook Scripts

adSense

segunda-feira, 15 de abril de 2013

Curiosidades sobre a França

Olá a todos,

Esse post foi motivado pelo muito interessante e bem humorado post de Olivier, um francês que mora no Brasil. Clique aqui para ver o post de Olivier sobre o Brasil.

O polêmico post cita algumas características brasileiras na sua visão.

Como morei 3 anos na França, senti vontade de escrever o outro lado. Ou seja, a visão de um brasileiro sobre a França.


Gostei muito de ter vivido na França, e quero deixar claro que esse não é um post ofensivo, mas apenas uma visão bem humorada sobre as diferenças culturais.

Obviamente os itens não se aplicam a todos os franceses e não são verdades absolutas, mas apenas pontos de vista, um pouco exagerados às vezes.

Vamos lá:


1. É mentira que franceses não tomam banho, eles tomam sim, mas nunca mais que um por dia, mesmo que seja verão e esteja fazendo um calor enorme.

2. Muitos franceses não utilizam desodorante e também não se importam com o cheiro de sovaco dos outros. Um bom exemplo é o "cheirinho de soirée" (festas francesas) onde algumas pessoas transpiram muito e ficam fedendo, mas ninguém se importa.

3. Alguns franceses não lavam a mão antes de comer, nem depois de ir ao banheiro. Mesmo se ele tem uma classe social ou cargo alto. Na maioria das casas, há uma porta para a privada e outra para o chuveiro, sendo que a pia sempre fica no mesmo espaço que o chuveiro, impossibilitando o uso por alguém que tenha acabado de usar a privada, caso alguém esteja no banho. Ou seja, é para lavar as mãos depois de tomar banho, mas nunca depois de fazer xixi ou cocô.

4. Na França as pessoas não escovam os dentes depois das refeições e fumam muito. Isso justifica porque pessoas com 40 anos já têm os dentes todos estragados.

5. Na França, o transporte em geral funciona muito bem. Essa foi a maior diferença positiva que senti em relação ao Brasil. As estradas são ótimas. Os metrôs funcionam bem. E a rede de trens rápidos que liga as cidades da França é muito boa. É possível que o transporte na França seja o melhor do mundo, ou um dos melhores.

6. O metrô de Paris fede a esgoto. Mas dizem que o esgoto de Paris é turístico, então essa deve ser a razão.

7. A alimentação na França é muito saudável. Todos comem bastante salada e há poucos obesos.

8. A comida da França é muito boa, principalmente os queijos e molhos de diversos tipos.

9. A carne de boi na França, no entanto, é horrível. Eu tenho uma teoria sobre isso: Como a indústria do leite é muito forte na França, acho que todas as vacas servem para fornecer leite, e todos os bois para reproduzir as vacas, para nascerem novas vacas e produzirem mais leite. Assim, o boi ou vaca só vão para a sua mesa quando morrem de velho.

10. Os franceses são muito educados com as palavras, mas não com os gestos. É muito comum ver alguém dizer "Pardon" enquanto te empurra de propósito numa estação de metrô ou qualquer outro lugar cheio.

11. Dizem que a maioria dos brasileiros deixam tudo para a última hora. Fato. Os franceses se dividem em dois grupos: Uma parte é muito disciplinada e organizada e faz as coisas pouco a pouco evitando estresses no último momento. A outra parte não gosta de trabalhar e vive às custas do estado, recebendo dinheiro de órgãos como o CAF.

12. É lenda que os franceses não respondem se você pedir informação em inglês. Pelo menos os jovens de grandes cidades se esforçam para te dar informações em inglês e até mesmo em espanhol.

13. O sotaque dos franceses falando inglês é muito feio, eles falam como se estivessem falando em francês mesmo.

14. As filas não são respeitadas na França, vi diversas vezes pessoas furando a fila. No Brasil se alguém fizer isso é linchado, acho que por isso que não fazem.

15. As eleições na França ainda são manuais, e muitas vezes têm contagens duvidosas, principalmente nas pequenas cidades.

16. O sistema bancário é muito ruim. Se você depositar dinheiro na boca do caixa, o dinheiro só entra na sua conta cerca de dois dias depois. Frequentemente você verá taxas de serviços que não pediu no seu extrato também. O banco pela internet tem pouquíssimos serviços, e para pagar seus impostos e muitas outras coisas você é obrigado a ir fisicamente ao banco.


17. O atendimento das operadores telefônicas consegue ser pior que no Brasil. Eles cometem muitas falhas. Te obrigam a aderir a serviços que você não pediu e te deixam horas esperando no telefone para resolver qualquer probleminha simples. As lojas físicas não resolvem problemas.

18. As pessoas se vestem bem na França, mas vestem a mesma roupa mais de 10 vezes sem lavar. Muitas vezes só usam uma roupa todos os dias da semana.

19. Os franceses costumam ser muito fechados e é muito difícil entrar em um grupo de amigos já fechado. A única exceção é quando bebem. Um francês bêbado que você acabou de conhecer vai dizer que você é o melhor amigo dele, mas no outro dia nem vai lembrar quem você é.

20. Quando há sol, os franceses se atiram sobre a grama e podem ficar horas assim. Eu achei isso muito estranho quando cheguei, mas entendi depois que passei por um inverno horrível e então na primavera lá estava eu também, atirado sobre a grama.

21. Os franceses fumam muito, e jogam as bitucas de cigarro no chão.

22. A música francesa antiga é muito boa, mas a atual é muito ruim. No entanto, os franceses não costumam avaliar as músicas pela qualidade, mas sim se ela é nova ou não. Assim, ao ouvir uma música antiga, mesmo que boa, eles vão dizer "Baaahh, isso é velho".

23. Na França as pessoas costumam sair de casa cedo, quando vão à universidade. Isso é bom por um lado, já que você pode ganhar independência rapidamente, fazer apéros em casa (reunião com amigos para beber algo antes de sair para a balada) etc. Por outro lado, sinto que as famílias são menos ligadas e menos afetivas.

24. A França tem muita igualdade social, e isso é ótimo. As pessoas podem escolher o que vão fazer, e não fazem algo por serem pressionadas pela sociedade porque têm que ganhar dinheiro. É comum ver faxineiras com carros novos e bons.

25. No Brasil as pessoas acham que nada funciona aqui e tudo é feito da pior maneira. Na França eles acham que o lugar é perfeito, que tudo funciona bem, e que não há lugar melhor. Ambos estão errados: Nem o Brasil é tão ruim quanto os brasileiros dizem, nem a França é tão boa quanto os franceses dizem.

26. É difícil as pessoas se abraçarem na França. Lembro-me que eu abraçava algumas amigas minhas de propósito para fazer gozação, pois era muito engraçado ver como elas não ficavam a vontade.

27. Na França se um homem sai com uma mulher 2 vezes, automaticamente já está namorando, sem precisar de nenhum acordo prévio.

28. Os franceses adulteraram o sentido de algumas palavras de origem latinas. Por exemplo, aprender pode significar ensinar: Eu vou te aprender português, Vir pode significar ir: Eu virei à sua casa hoje.

29. Os empregados ligados a atendimento de qualquer tipo não são nunca amáveis. "C'est pas mon problème" e "Désolé" serão ouvidos com frequência quando eles não querem te ajudar. Isso na verdade quer dizer "Saia logo daqui por que eu tenho que passar o resto da tarde sem fazer nada". O fato de eles estarem sendo pagos para fazer aquilo bem não é importante.

30. Aos domingos todas as pessoas ficam em casa, as ruas parecem ser de uma cidade fantasma e nenhum estabelecimento comercial abre.

31. É impossível resolver alguma coisa nos meses de julho e agosto.

32. Na França até a poeira se organiza sozinha nos chamados "Moutons" e facilita a sua limpeza.

33. Para entrar em uma boate na França, é preciso estar muito bem vestido, de preferência acompanhado de mulheres, a lua deve estar em câncer, o sol em capricórnio e saturno em gêmeos.

34. Na França não há muita violência por assalto, mas há muita violência gratuita e brigas de bar.

35. As mulheres francesas são muito bonitas, mas são todas loucas.

36. As grandes cidades da França são muito cosmopolitas e isso é ótimo. Você pode encontrar pessoas de todos os lugares do mundo, e também restaurantes, música etc.

37. Franceses adoram papel. Para conseguir qualquer coisa tem que ter um dossiê de 100 páginas assinados por 10 pessoas diferentes. Para rescindir qualquer contrato, você tem que enviar uma carta registrada, dizendo que vai rescindir daqui a 3 meses, mesmo assim eles vão fazer de tudo para que você não rescinda o contrato, mesmo agindo de maneira ilegal.

38. Franceses não sabem dançar, mas isso é ótimo para os brasileiros. Eu com meu forró básico virava profissional em qualquer estilo com as mulheres francesas. Os passos de forró podem ser dançados com Salsa, rock, bachata, tango, ou qualquer outra.


39. Um monte de gente tem cabelo de Cascão. Normalmente eles sempre estão envolvidos em todas as brigas e badernas na França.

40. O ciclismo funciona muito bem na França, muita gente anda de bicicleta e existem vias exclusivas para isso. Em muitas cidades você pode alugar bicicletas públicas por um preço muito camarada.

41. Na França desperdiça-se muita comida. Se a pessoa sabe que não vai comer tanto, por que colocar tanto no prato?

42. Nas festas as pessoas são muito receptíveis para conversar. É fácil chegar em alguém que você nunca viu na vida e começar a conversar sobre qualquer coisa.

43. Na França os belgas são nossos portugueses em relação às piadas.

44. Na França você pode atender o seu smart phone na rua sem ser roubado. Desconsidere esse item se você mora em Marselha ou no subúrbio de Paris.

45. Franceses não sabem paquerar, muitas vezes é a mulher que toma a atitude.

46. Franceses são muito regionalistas, cada um acha que sua região é melhor que as outras, e seu sotaque mais bonito que os outros.

47. Parisienses acham que não têm sotaque, mas como qualquer um, eles têm sim.

48. Os franceses se importam menos com as aparências, ou com mostrar riqueza. Acho que isso é resultado da maior igualdade social.

49. Na França a maioria dos professores não se interessa muito pelo aprendizado do aluno, querem apenas mostrar o quanto eles sabem e te obrigam frequentemente a estudar o tema específico de pesquisa deles, mesmo quando o assunto é genérico. Pedir para ter acesso a uma correção de prova pode ser considerada uma afronta.

50. Os números na França não são lógicos: para dizer 70 você diz sessenta e dez, para dizer 80 você diz quatro vintes e para dizer 99 você diz quatro vintes e dezenove.

51. Quase todos os canais de televisão mais importantes da França são do estado e eles raramente falam mal dos governos.

52. Casais franceses não costumam se tocar na rua, nem mesmo dar as mãos, nem dar demonstrações de afeto em público.

53. Na França a língua portuguesa nunca é a língua portuguesa. Ou é espanhol, ou é italiano. Quase todos acham que o Brasil fala espanhol ou brasileiro.

54. Na França, um garçom sempre estará te dando a maravilhosa oportunidade de pagar para comer no restaurante dele. Assim você sempre tem que implorar para ser bem atendido. O garçom sempre tem razão.

55. Franceses adoram criticar, mas odeiam ser criticados.

56. Para os parisienses, Paris é o Centro do mundo e sem ela a Terra seria incapaz de girar.

57. Quando estão surpresos, os franceses dizem "Oh a vaca!".

58. Quando os franceses não sabem como te explicar algo, eles dizem "Voilà" no final da frase. Quando eles não têm a menor ideia sobre algo, eles dizem "Voilà quoi".

59. Devido à semelhança das palavras é comum ouvir um lusófono ou hispanófono dizer que tem cavalos pretos e monta em cabelos ou que é amarelo e está usando uma camisa jovem. (Chevaux/Cheveux - Jeune/Jaune).

60. Brasileiros costumam se empolgar quando ouvem uma mulher francesa falar que vai fazer um "ménage", mas quase sempre ela só está dizendo que vai arrumar o quarto. Se uma mulher te disser que mora num bordel, não se assuste, é só a casa dela que está bagunçada.

61. Para um estrangeiro é impossível pronunciar corretamente Entreprise quando se está falando rápido.

62. Pedir um Big Mac ou dizer que vai resolver um problema com o seu Mac (computador) quando pronunciados corretamente podem te trazer problemas. (Mec em francês quer dizer "rapaz", "cara").

63. Você ficará frustrado ao ver que um menino de 3 anos pronuncia "métro" melhor do que você.

64. Na França, todos os mendigos têm ao menos 5 cachorros.

65. Em francês a palavra plus pode siginifcar mais ou não mais, a única diferença é que mais se pronuncia pluS e não mais se pronuncia plu. Por chat isso faz uma grande confusão. Para estrangeiros que costumam pronunciar todas as letras também. Por exemplo Je veux plus, pode significar "Eu quero mais" ou "Eu não quero mais".

66. Quando algo é dito no positivo, pode ser na verdade negativo. Exemplos: "Faça gafe" (Fais gaffe) na verdade quer dizer "Não faça gafe", "Se preocupe" (T'inquiète) na verdade quer dizer "Não se preocupe".


Gostou do post? Compartilhe com seus amigos!

Curta também nossa página Facebook e esteja sempre por dentro dos melhores roteiros e dicas de viagem:
A Riqueza de Viajar (Clique para conhecer)



Posts Relacionados:

Curiosités sur la France
Curiosidades sobre São Paulo
Curiosidades sobre a Bahia
Paris - França
Todos os posts sobre a França
As Piores Gafes que Você Pode Cometer em Língua Estrangeira - Quando você for a outro país, é preciso estar atento para não cometer gafes como essas.
Eurotrip - Primeira Vez na Europa - Vai viajar para a Europa pela primeira vez? Veja nosso roteiro com as cidades fundamentais!
Vou viajar para o exterior. Preciso fazer Seguro Viagem? - A França e vários outros países da Europa exigem um Seguro Viagem para entrada no país. Veja tudo o que você precisa saber a respeito.


Comente com o Facebook:

251 comentários:

  1. Faltou só um "agradeço enormemente ao amigo que revisou o texto e deu algumas (poucas mas deu) sugestões para esse ótimo relato"!
    De nada! Rsrsrsrsrsrs

    ResponderExcluir
  2. Boa quechão! Gostei muito da #35 e #38. Em relação a 38, lembra quando fomos em um bar cubano pra dançar salsa com as minas!!! Bons tempos... Talvez tenho que escrever um sobre os EUA.

    ResponderExcluir
  3. Os outros textos foram bons, mas esse está fantástico. Muito bom o relato Tom. Abraço

    ResponderExcluir
  4. Mtooo bom tbm!! haha Mas tem alguns pontos que nao concordo totalmente!! haha Quando tem eleição na França, o país não pára completamente. Isso eu acho mto bom... é como se fosse um dia normal e o voto não é obrigatório. Outro ponto, amigos homens mto próximos se comprimentam com beijo na bochecha... esse vc esqueceu e é mtoooo boa!!! hahahaha Em local público, normalmente os banheiros são mixtos... esquisito!! Nunca me acostumei com isso!! hahaha E os franceses assoam o nariz em publico como se fosse uma competicao de quem consegue fazer mais barulho hahahaha

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você estava na França no último pleito? Só para ilustrar...

      No primeiro turno, minha esposa sequer achou um HOTEL aberto, na região de Mont Saint Michel

      No segundo turno, penamos para achar um táxi, EM PLENA PARIS, dia de Domingo, às 8h00 da manhã...

      E você acha que eles não param? Aliás, discutir política para eles é como discutir futebol para nós!

      Excluir
    2. Olhaa essa Vaneeeeeeeessaaaaa !!

      Excluir
  5. Sem contar que nos transportes publicos franceses não se levantam para dar lugar aos mais velhos, gravidas e crianças. E tratam seus avos como se fossem cofres e depois mandam pra maison de retraite !

    ResponderExcluir
  6. Salve, Salve !

    Como diria o pov' por aqui : LÁ VEM A VIRA-FOLHA.
    Eu adorei tudinho. Li numa velocidade que me fez lembrar do maravilhoso bolo de maracujá que comi hoje. Isto para te dizer que ficou ótimo. Eu ri demais com os itens:

    #10- eu faço isso em versão luso.

    #11 - isso é uma dura verdade, aqui na Guiana se você fala de trabalho para turma, eles querem te matar na hora.

    #37- Humm, eu chorei no Brasil para fazer meus papeis pois me pediram até o número da vizinha que nem conhecia. Isso me deixou louca. Confesso que é chocante a burocracia na França mas no Brasil não é muito diferente.

    #49 - um fato. Vero. No comment!


    Parabéns ficou genial!!!

    ResponderExcluir
  7. Hey, Sou francês em intercambio no Brasil, e vi o post do Olivier também!

    Otimo o teu texto, eu concordo com quase tudo, é interessante de ler a visão dos outros sobre nos para se conhecer melhor! E tu esta confirmando algumas teorias que pensei sobre a França, obrigado !

    Eu acho que tu pode adicionar coisas na tua lista, sobre os manifestações que ocorem sempre na França para qualquer proposição de lei, o barulho que nos fazemos quando nos usamos lenços, etc... para ficar ainda mais completa !!

    A verdade que os parisenses se sentem o centro do mundo, tem que visitar a região Lorraine !

    Parabens! ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pela opinião Philippe!

      É bom ler a opinião de um francês, até porque eu estava pensando em fazer a versão francesa do post e não quero parecer agressivo e perder os meus amigos franceses ahahahahaha

      :)

      Excluir
    2. Tu estava ainda bem menos agressivo que o Olivier (de quem eu adorei o texto também), até simpatico demais as vezes hehe. Não tem problema com a critica, uma critica muitas vezes faz abrir os olhos sobre o que nos não percebemos de si ;) Adorei

      Excluir
    3. A manifestação foi a primeira coisa da minha lista, Philippe! hahahha! Todo dia tem manifestação em Paris!

      Olha as minhas impressões:
      1. Manifestação é o esporte nacional da França. Heheheh! Todo mundo adora participar das manifestações diárias.
      2. Os franceses estão sempreeee reclamando! “Bref”, “Bah ouai... ”, “C’est incroyable”
      3. Em Paris nós somos classificados pelo arrondisement que nós moramos. Se dizemos, por exemplo, “le 6ème”, as pessoas falam logo “Mademoiselle est chique”. Meio como o sobrenome do Brasil.
      4. Os franceses leem muitooo. No metro tem sempre alguém com um livro. Eles apreciam muito a arte também. Adorooo isso!
      5. Os franceses tem 1 melhor amigo. Eu acho isso muito engraçado, porque eu tenho no mínimo 15 melhores amigos. Eu tinha 1 melhor amigo quando tinha 8 anos.
      6. Na França, não precisa pedir para namorar. Se um rapaz e uma moça estão saindo sempre, mandando mensagem, saem para lugares que não sejam só festa, eles já estão automaticamente namorando. Aqui no Brasil tem que ter a pergunta oficial: “Quer namorar comigo?”. Eles dizem que faziam isso quando tinham 8 anos de idade... hehehe! Acho mais maduro, mas ao mesmo tempo mais confuso...
      7. Quando faz sol, todo mundo vai para um jardim pegar um solzinho na grama! Hehehe!
      8. A França tem a melhor comida do mundo. Todo mundo come baguette com a refeição, os queijos são maravilhosos e uma típica refeição francesa tem couvert, entrada, prato principal, salada, queijo e sobremesa, mas todoooos os franceses são magérrimos. Não sei como eles fazem! Hehehhe!
      9. Os franceses são muito fechados e é difícil de entrar em um grupo de amigos, ao contrário dos brasileiros que fazem amizade com a maior facilidade do mundo.
      10. Na França, geralmente não tem lixeira no banheiro. Eles sempre jogam o papel no vaso sanitário e muitas vezes os sanitário é em um lugar separado do chuveiro/banheira e da pia. Acho essa arranjo muito engraçado!
      11. Os franceses não são muito higiênicos. Eles pegam o dinheiro e em seguida tocam o crepe que estão fazendo para o cliente. Todos os brasileiros ficam horrorisados no começo. Eu dizia para não se preocuparem que era o têmpero francês. Hahahha!
      12. Os franceses tratam a baguette como um objeto e não uma comida. Pegam com a mão suja, colocam em baixo do suvaco e levam a baguette meio embrulhada (pq o papel sempre só cobre a metade do pão) pelo metrô. E em casa, eles deixam a baguette jogada em qualquer lugar! ECA!
      13. Os garçons parisienses (juntamente com os romanos) são os piores da vida. Você tem que praticamente implorar para ser atendido e não faça muita pergunta, se não eles dão um suspiro enorme e fazem uma cara de bunda, como se eles estivessem fazendo um favor a gente.
      14. Muita gente acha que os parisienses não gostam de turistas, por isso são antipáticos, mas isso não é verdade. Ser antipático faz parte da personalidade deles... Não é porque você é turista. Eles são assim com eles mesmos, como eu disse sempre de mau-humor e reclamando.
      15. Os franceses têm um jeito engraçado de elogiar as vezes.... Eles dizem “C’est pas mal” traduzindo seria “Não é ruim”. Mas para eles é um elogio! Hehehe! Acho que como eles adoram reclamar, é um jeito de dizer que algo é bom sem dar o braço a torcer...

      Excluir
    4. Adoreiiiiii suas observacoes. Ja tinha visto no texto do Olivier. MDR!! Parabens!

      Excluir
  8. Nem se eu tentasse não ia sair tão bom! a impressão sobre o verão ao sol é exatamente o que pensei quando cheguei aqui, mal imaginava que iria dar de tudo pra 5 minutos de sol na primavera! hahauhau excelente humor!

    ResponderExcluir
  9. Haz hecho que recuerde muchas de las cosas que encuentras en Francia, y bueno luego de tres años por allá uno no se olvida.....pero uno demora casi tres o cuatro meses en adaptarse a la manera de comportarse que tienen los franceses.

    Saludos desde Lima, Perú.

    ResponderExcluir
  10. Eu concordo com a maioria das coisas que voce diz. Falto falar de trabalho! Voce que trabalhou. As diferencas sao muito grandes! Pelo menos com a Argentina, rsrs. Parabéns pelo blog, um abraco de Buenos Aires.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Che, que bueno está tu portugués! Sigue así!
      Gracias y saludos!

      Excluir
  11. Hahahah! Bom texto... Eu também morei na França e concordo com muitooos pontos. Principalmente sobre as Companhias Telefônicas. A Orange era o meu pior pesadelo! hahahha! 10, 17, 29 e 54 são os melhores! Não concordo sobre a carne francesa, nem sobre eles acharem que a gente fala espanhol ou italiano... Todo francês que eu conheci sabia que a gente falava português e sabiam até algumas palavras! :)

    Olha as minhas impressões:

    1. Manifestação é o esporte nacional da França. Heheheh! Todo mundo adora participar das manifestações diárias.
    2. Os franceses estão sempreeee reclamando! “Bref”, “Bah ouai... ”, “C’est incroyable”
    3. Em Paris nós somos classificados pelo arrondisement que nós moramos. Se dizemos, por exemplo, “le 6ème”, as pessoas falam logo “Mademoiselle est chique”. Meio como o sobrenome do Brasil.
    4. Os franceses leem muitooo. No metro tem sempre alguém com um livro. Eles apreciam muito a arte também. Adorooo isso!
    5. Os franceses tem 1 melhor amigo. Eu acho isso muito engraçado, porque eu tenho no mínimo 15 melhores amigos. Eu tinha 1 melhor amigo quando tinha 8 anos.
    6. Na França, não precisa pedir para namorar. Se um rapaz e uma moça estão saindo sempre, mandando mensagem, saem para lugares que não sejam só festa, eles já estão automaticamente namorando. Aqui no Brasil tem que ter a pergunta oficial: “Quer namorar comigo?”. Eles dizem que faziam isso quando tinham 8 anos de idade... hehehe! Acho mais maduro, mas ao mesmo tempo mais confuso...
    7. Quando faz sol, todo mundo vai para um jardim pegar um solzinho na grama! Hehehe!
    8. A França tem a melhor comida do mundo. Todo mundo come baguette com a refeição, os queijos são maravilhosos e uma típica refeição francesa tem couvert, entrada, prato principal, salada, queijo e sobremesa, mas todoooos os franceses são magérrimos. Não sei como eles fazem! Hehehhe!
    9. Os franceses são muito fechados e é difícil de entrar em um grupo de amigos, ao contrário dos brasileiros que fazem amizade com a maior facilidade do mundo.
    10. Na França, geralmente não tem lixeira no banheiro. Eles sempre jogam o papel no vaso sanitário e muitas vezes os sanitário é em um lugar separado do chuveiro/banheira e da pia. Acho essa arranjo muito engraçado!
    11. Os franceses não são muito higiênicos. Eles pegam o dinheiro e em seguida tocam o crepe que estão fazendo para o cliente. Todos os brasileiros ficam horrorisados no começo. Eu dizia para não se preocuparem que era o têmpero francês. Hahahha!
    12. Os franceses tratam a baguette como um objeto e não uma comida. Pegam com a mão suja, colocam em baixo do suvaco e levam a baguette meio embrulhada (pq o papel sempre só cobre a metade do pão) pelo metrô. E em casa, eles deixam a baguette jogada em qualquer lugar! ECA!
    13. Os garçons parisienses (juntamente com os romanos) são os piores da vida. Você tem que praticamente implorar para ser atendido e não faça muita pergunta, se não eles dão um suspiro enorme e fazem uma cara de bunda, como se eles estivessem fazendo um favor a gente.
    14. Muita gente acha que os parisienses não gostam de turistas, por isso são antipáticos, mas isso não é verdade. Ser antipático faz parte da personalidade deles... Não é porque você é turista. Eles são assim com eles mesmos, como eu disse sempre de mau-humor e reclamando.
    15. Os franceses têm um jeito engraçado de elogiar as vezes.... Eles dizem “C’est pas mal” traduzindo seria “Não é ruim”. Mas para eles é um elogio! Hehehe! Acho que como eles adoram reclamar, é um jeito de dizer que algo é bom sem dar o braço a torcer...

    Adorei o blog! bisous

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O 15 foi muito bem colocado Juliana! Eu havia me esquecido disso!

      O 12 eu falo sobre algo parecido em um outro post, o do café francês.

      Excluir
    2. O lance da baguete ficou meio exagerado... embaixo do sovaco não... mas carregá-la dentro do metrô na linha 13 em Paris (quem precisava dela sabe BEM do que eu tô falando - não é coisa para turista) com um guardanapo de papel...

      Excluir
    3. Otimo Juliana, mais profundo e verdadeiro como lista que a primera lista do Antonio. Adorei!!!!
      Como frances eu te falo que a historia da baguette e totalmente verdadeira, ate que se come no caminho por isto que fica com mitad descuberta ahah :-)
      O punto 14 e muito importante! Ate para um frances que chega em Paris por a primera ves e dificil a integracao, nao e historia de turista o nao ;-)

      Excluir
    4. Obrigada, Steph! Outros franceses gostaram também e compartilharam no face! https://www.facebook.com/francesbelohorizonte/posts/248744038604187

      aumentei mais 5 pontos! ;)

      Excluir
  12. Gostei muito do texto! Estou vivendo na frança a sete meses e concordo com muita coisa! Principalmente quanto à burocracia, qualidades dos serviços das operadoras telefônicas (correios tb) e quanto à deitar na grama depois do inverno (passei por isso no último domingo, incríveis 22oC em Amiens).
    Existem muitas coisas aqui que são melhores que o Brasil e outras com certeza muito piores, mas concordo o jeito é "em roma, agir como os romanos" aceitar as diferenças com bom humor faz parte de se adaptar bem às novas culturas.
    p.s._ Mas uma coisa que eu nunca vou me acostumar, é com o tal do banheiro misto... outro dia eu tava lavando a mão e um cara começou a me cantar, isso foi muuuuuiiito esquisito!

    ResponderExcluir
  13. Adorei o post!!! Eu ainda não me conformo em ver o padeiro pegar no dinheiro e em seguida pegar minha baguete e croissant com as mãos sujas. O fato de escovar os dentes depois do almoço me caracteriza um ser estranho!!!!

    ResponderExcluir
  14. Olha, eu sou francesa, e acho muita bacharia o que vc escreveu sobre os franceses. Eu nao concordo de jeito nenhum. Por causa de alguns, vc ta generalisando os casos. Eu nao gosto da França e adoro o Brasil mas eu nao concordo o sobre o que vc ta falando. Ainda nao vi o que aquele cara francês falou sobre os brasileiros mas depois, eu vou dar uma olhada e dar a minha opiniao tb.
    1. Eu sou francêsa e a coisa mais gostosa que eu faço durante o dia é tomar banho. Adoro agua. Nao tomo 1 banho por dia que nem vc fala mas de 2 à 5 conforme a situaçao. Quando eu estava no Brasil entao, nem se fala, o calor era demais e em toda hora tomava banho. Até de noite, as vezes levando para tomar um banho de banheira apesar do frio que faz aqui. Sofri um acidente ha 4 anos e daquela epoca, sinto uma dor terrivel na perna e o banho de banheira me alivia. Olha que nao so a unica neste caso viu,conheço muita gente que para eles, o higiene é sagrado porcos, têm em todos os cantos do mundo. Tb conheci gente no Brasil que nao tomavam banhos de jeito nenhum, nem por isso meto a boca sobre os brasileiros, no contrario, vivo defendendo eles.
    2.No meu banheiro, vc acha um estoque de desodorante (nos quartos tb), shampo, gel para banho, sabonetes, escova de dentes, pasta de dente e espuma para banho pq para mim, essas coisas nao podem faltar. Eu nao aguento cheiro ruim e me importo sim com fedores, me da vontade de vomitar. Eu nao vou esconder que o meu filho tem um cheiro muito forte de suvaco devido ao sangue dele, quando ele ta com aquele cheiro horrivel, mando ele tomar banho na hora e nao falta desodorante para ele em casa de jeito nenhum. Agora, o pai dele que é Brasileiro, nao se importava do cheiro de suvaco dele nao. Quando eu falava para aquele porco que tava fedendo suvaco e de ir tomar banho, o que ele achava de bom era de por o braço dele no meu narriz achando graça.
    3.Sempre que for preciso, eu lavo as maos e o meu filho tb. A pia ta no banheiro mas eu vou até o banheiro para lavar as maos, se o banheiro estivesse ocupado entao eu vou na pia da cozinha lavar as maos, mesma coisa faz o meu filho e muita gente que eu conheço. Agora, eu morei 2 anos e meio com um Brasileiro que além de nao lavar as maos, ele mijava dentro de uma garrafa à noite de preguisa de ir no banheiro.
    4. Eu tenho 40 anos, os meus dentes sao lindos porque eu cuido deles. Escovo eles 3 vezes ao dia e de vez em quando vou ao dentista para fazer uma boa limpeza dos dentes (eu nao sei como fala em português aqui fala detartrage). Para a sua informaçao, eu nao fumo e nao suporto cheiro de cigarro. Fumadores, têm em todos os lugares do mundo, nao somenete aqui na França. Conheci muita gente no Brasil que fumavam e conheço muita gente na França que nao fumam tb nao. Isso, cada um é cada um. Pelo menos, tem uma coisa boa na França, é que, os fumadores nao podem fumar em lugares publicos.
    5.Eu odeio pagar os transportes aqui. As pessoas sao muito sem educaçao. Eles nao estao nem ai de ver uma pessoa viajar de pé enquanto eles tao sentados lendo um jornal ou fingem de dormir para nao deixar o lugar. Eu ando de muleta ha 4 anos e sinto muito com isso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Seria uma baixaria, se não fosse uma resposta as ofensas de um francês falando sobre o nosso país de forma muito mais baixa... Achei até que foi o Antônio foi bem educado, comparando com o Olivier...

      Excluir
    2. Eu sou casada com um Francês, e discordo de algumas coisas aí (do texto do BR)... há generalizações. Mas acho normal... :)

      Excluir
    3. Esse Brasileiro que escreveu esse texto mentiroso e efensivo nao deve com certeza ter frequentado a casa e participado da vida de um verdadeiro Francês. Ele me deixa envergonha de ser Brasileira. Peço desculpas por ele. Moro na França, sou casada com Francês, portando convivo diariamente com os reais costumes e modo de viver de voces e adoroooo. essa falsa realidade sobre os Franceses nao existe e é ridicula. Meu marido, assim como seus amigos... sao pessoas super alegres, gentis e divertidas, limpas... Sao extremamente inteligentes e respeitam muito todo mundo ( coisa que infelizmente nos Brasileiros nao somos) Adorei o seu texto Elisabeth...e concordo totalmente com voce. Esse Brasileiro que falou isso de vcs franceses, foi super mal educado. No minimo ele nao conhece e nem morou/conviveu com os Franceses de verdade e falou isso achando que na regiao parisiene se encontra Franceses natos. kkk coitado dele, nao deve saber que em Paris e arredores, praticamente nao tem franceses legitimos. As pessoas que moram nessa regiao 99% sao imigrantes ou filhos de imigrantes, falando a lingua local. é muito dificil ver um Francês de verdade nessa regiao, portanto é falso/nulo esse texto sobre os franceses.

      Excluir
    4. Amiga, esse é apenas um ponto de vista bem humorado sobre as diferenças culturais. Ninguém é obrigado a concordar, embora 90% dos estrangeiros também tenham essa visão sobre quase tudo o que escrevi.

      Não é minha intenção ofender ninguém.

      Eu nunca morei Paris, apesar de conhecer bem. Morei 1 ano em Rennes e 2 anos em Lille, e convivi com muitos amigos franceses que não se importam com as críticas bem humoradas.

      O post de Olivier está muito mais ácido que o meu, nem por isso eu como brasileiro me importei. Achei divertido e bem humorado.

      Excluir
    5. Baxaria sim, se alguém escreveu mal sobre os Brasileiros entao tem que acertar as contas com ele e nao ofender uma naçao inteira. Eu nem vi o que ele escreveu mas eu nem ver porque para mim, isso sao coisas de muleque. Que que tem se uma pessoa fuma ou nao ? Vcs pagam as contas dos fumadores por um acaso ? Vcs vao falar que no Brasil ninguém fuma tb nao ? Fumadores, tem em todo canto do mondo. Tem gente boa e gente ruim no mundo inteiro, a mesma coisa gente limpos e gente porcos em todos os lados. Pelo menos, ainda bem que todos nao sao iguais, porque amigos no Brasil eu tenho de monte e tenho certeza que se eu mandar este post para todos os meus amigos brasileiros que eu tenho, eles iam se envergonhar para vcs.

      Excluir
    6. Obrigada petite jolie e marcela pela força.

      Excluir
    7. Gente, ele não quis ofender ninguém, está bem claro isso O.o

      Excluir
    8. A Maira Borba tá falando sério? ''Ofensa de um francês falando mal do nosso país de forma muito mais baixa '' ??? Acho que isso é analfabetismo funcional...

      Excluir
    9. Tb acho que é analfabetismo da parte dele que nem quem ta mal dos franceses aqui sim. Se alguém falou mal dos Brasileiros entao que acertam as contas com ele mas nao ponhem todo mundo no mesmo saco.
      Marcela, vc fala que ele nao quis ofender ningém, logica que ta, o que vc acharia se uma pessoa que nunca te viu na vida te chamasse de porca e de louca ? Pq é isso que ele ta fazendo. Morei 9 anos e meio no Brasil, eu vi muitas coisas erradas mas nem por isso saio xingando os brasileiros pq todos nao sao iguais

      Excluir
    10. Vc vai na comunidade dos Brasileiros em Lille no face e vc vê o que o pessoal ta falando por causa de uma ignança dessa. Prefiro nem responder la pq eu sei que eu vou xingar e tenho muita amizade naquela comunidade mas eu tenho certeza que se outros franceses vem o tanto que o povo ta xingando os franceses por causa de um babaco, vai dar rolo. Tem gente que tinha que pensar antes de falar

      Excluir
    11. Por favor Elizabeth, não deturpe as palavras dos outros!

      Na comunidade à qual você se refere no facebook as pessoas escreveram (Todos os comentários estão transcrito abaixo exceto o seu):

      - Bem legal!

      - Cara, hoje na rua pensei a mesma coisa quanto ao tanto de gente com cabelo de Cascão hahahahaha

      - Faltou a baguete no sovaco!

      - po ninguem lava a cabeça aki...eh muita caspa!


      Se você observar bem, ninguém insultou os franceses...

      Em nenhum momento eu disse que "Todos os franceses" eram assim, e isso é meio óbvio. Assim como os franceses, os brasileiros também têm coisas a ser criticadas (positiva e negativamente) e obviamente nem todas as pessoas se enquadram nas críticas, nem para o bem nem para o mal.

      Acho que você podia levar as coisas com mais bom humor.

      Eu nasci num estado (Bahia) em que as pessoas do resto do Brasil fazem gozação o tempo inteiro, dizendo que as pessoas são preguiçosas. Óbvio que não concordo que todos são assim, e não me enquadro nisso, mas nem por isso fico dando xilique na internet dizendo que ninguém gosta da Bahia e dos Baianos, e acho as piadas que fazem sobre nós muitas vezes boas...

      Excluir
    12. Cara, sou uma pessoa equidistante de vc e do Olivier, sou brasileiro e moro em Brasília. Achei seu post BEM mais agressivo e ácido do que o dele, no limite do ofensivo.

      Mas, se for tudo verdade, fazer o quê, né? achei bem tensa a parte sobre higiene :(

      Sobre a França ser o país com melhor transporte: pode crer que Alemanha e Japão superam.

      Excluir
    13. Estou muito longe de ser analfabeta, faço doutorado em filosofia na Sorbonne e falo cinco línguas... muitos dos meus colegas, que tem formação acadêmica semelhante à minha compartilham da minha opinião, pois todos nós moramos na França e sabemos como os franceses espalham esses clichês ofensivos sobre o Brasil. O texto tem sim partes bastante engraçadas, mas achei arrogante na maior parte do tempo. Lamento se a minha opinião é diferente da de vocês, mas vivo isso aqui diariamente. Ler uma vez pode ser engraçado, quero ver escutar a mesma coisa todo santo dia.

      Excluir
    14. Cara, vc acabou de provar o ítem 55!!! Adorei o post, ele retrata quase 100% a impressão que temos dos franceses e entendo que você fez o post com humor.

      Excluir
    15. Que tanto de maria francesa chorona... aff.....
      Só o fato de achar isso tao ofensivo já mostra o quão cabeça fechada voce é. O que falaram do Brasil não me ofendeu nem um pouco pelo contrário, eu até dei umas risadinhas... hehehehe....
      Já a doutora poliglota fica aqui o meu joinha!!!
      Parabens campeã!!! Vc é inteligente mesmo viu? Podia usar de uma maneira melhor isso... quem tem um minimo de inteligencia nao precisa ficar se gabando na internet...

      Pra mim fechou... foram dois pasteis e um caldo de cana....
      Fecha a conta!!!

      Excluir
  15. 6. Sobre o metro de Paris, eu nao sei, eu morono norte da França, perto de Lille entao, nao vou dar a minha opiniao sobre isso.
    7.Na França, ha muitos obesos, muita gente come porcarias na hora do almoço pq nao tem tempo de voltar em casa na hora do almoço para almoçar ou as pessoas tb as vezes deixam de comer por falta de tempo e o corpo faz reservas.Eu sei pq este é o meu caso, o menos eu comia, o mais eu engordava até eu procurar uma nutricionista para ver o pq eu engordava. Coloquei um anel gastrico no mês de dezembro e posso te falar que perto daquilo que eu vi, eu quem me achava gorda, era magra, as pessoas que eu vi pesava na media de 250 kilos e é muito dificil de conseguir uma vaga para ser operada de tanta gente que ta pedindo essa chirurgia.
    8.Quando morava no Brasil, sentia muita falta dos queijos franceses mas eu nao gosto muito da comida francesa nao. Principalmente o arroz daqui que nao é comivel.
    9. A carne de boi é muito boa, somente, tem que saber cozinha ela, que nem eu falei para vc, nao gosto da comida francesa, do jeito que faço ela, todas as carne que eu faço ficam uma delicia.
    10. Ainda nao concordo com vc, eu sou francesa mas os franceses sao muito grossos e sem educaçao

    ResponderExcluir
  16. 11.Errado. Tem franceses preguiçosos sim que so querem viver a custa do governo mas isso, é no mundo inteiro. Eu recebo da caf que nem vc ta falando mas nao pq eu sou preguiçosa, recebo pq eu fui acidenta ha 4 anos atras e que quase nao posso andar. Apesar de eu ser deficiente agora, eu continuo do mesmo jeito a cuidar do meu filho sozinha pq o pai o abadonou quando ele tinha somente um ano de idade (ele tem 14 agora). Além disso, o pai do meu filho infernizou tanto a nossa vida que o menino entrou num depressao profunda e ta em tratamentos desde pequeno por causa de td isso. A pesar do problema da minha perna, nunca deixei de lutar pelo meu filho, nenhum homem entra para dentro da minha casa, eu nao permito, portanto, criei ele completamente sozinha, sem ajuda de ninguém e tb sem pensao que o pai deveria dar para o filho pq ele nao paga nao. Ele me deixou na rua com o filho nos braços no Brasil, nem por isso me apavorei, aluguei uma casa e comecei a vida de vendedora no Brasil. Por ser estrangeira, ao inicio, eu nao tinha direito de colocar o meu filho na creche entao, eu saia no sol quente com o meu filho dentro do carrinho dele vendendo roupas e calçados de porta em porta. Uns 6 meses depois, consegui pôr o meu filho na creche pq o meu filho ficou desidratato por causa do sol. Acabei vencendo, do nada abri uma loja no Brasil. Hoje, eu sou deficiente mas cansei de ouvir falar o que justamente vc ta falando, nem todos nao trabalham por preguisa, tem que ver o pq entao, resolvi montar uma agencia de traduçoes que ja esta no teste agora e que vou tirar do teste esta semana para regista-la.
    12. Pelo que eu saiba, os franceses nao gostam falar inglês nao, eu gosto porque adoro linguas estrangeiras mas nem todos sao assim.
    13. verdade
    14.verdade
    15.Aqui o voto é segredo, acho muito bom pq no Brasil, eu vi gente se matando por causa de politica. Ave Maria, a epoca politica é horrivel no Brasil, ninguém respeita ninguém, o povo fica td doido
    16. Quando deposito dinheiro no banco, se depositar antes da 3 horas da tarde, no mesmo dia o dinheiro ta na conta. No Brasil, muitas taxas sao cobrados e a gente nao sabe o pq. Ainda agora tou com um problema com o banco do Brasil, amanha, vou ter que andar 300 kilometros para desbloqueiar o meu cartao pq o banco de brasil bloqueiou ele que nem sei o pq, nao devo nada no banco, tenho dinheiro na conta e nao consigo sacar nada ha 3 meses. é a segunda vez que me acontece so que a primeira vez, tive que mandar alguém no banco, la no Brasil para mim pq fazia um ano e meio que nao conseguia tirar um centavo com o dinheiro na conta.
    17. Eu concordo que as operadores telefonicas sao eroladas aqui mas acho melhor aqui do que no Brasil, a gente paga mais barrato, com a linha telefonica a gente pode ter a internet, a tv e ligar em 103 paises diferentes de graça, nos celulares tb somente dando 3 euros a mais por mêses sendo que somente uma ligaçao no celular fica muito mais cara do que isso. Eu ligo todos os dias no Brasil e em Portugal e so pago 37 euros por mês para internet, tv, ligaçoes nos celulares, no estrangeiro e na França inteira, no Brasil, nao tem essa opçao.
    18. Eu troco de roupa todos os dias, nao consigo vestir 2 vezes a mesma roupa e muita gente sao como eu aqui, no Brasil, conheço gente que troca de roupa todos os dias e gente que nao troca, mais uma vez, cada um é cada um.
    19. kkkkkkkkkkkkkk, isso, eu nao sei, nao suporto pingusos, odeio alcool e quero distancia dessa pessoa mas vc tem razao, os franceses sao muito fechados
    20. ?

    ResponderExcluir
  17. 21. Nem todos fumam, eu nao fumo. Porcos, têm em todos os cantos, moro numa vila e ela esta limpa.
    22.hahahaha, gostei, eu so gosto do Johnny Hallyday (cantor antigo mas que continua fazendo successo) e musicas brasileiras
    23. verdade, as familias estao muito desligadas aqui. E uma coisa que eu sinto muito, na minha familia, ninguem fala com ninguém mas como se fala, melhor ficar sozinha que mal acompanhada.
    24.verdade
    25. Errado. Na França, o pessoal vive reclamando de boca cheia. Aqui, o governo ajuda muito, eu sei que no Brasil ha muita pobreza e que o governo nao ta nem ai, ou trabalha, ou morre de fome mas aqui nao, sempre vai ter o apoio do governo e o povo daqui, nao valoriza isso.
    26. Depende, nem todos sao assim
    27.? Eu nao estou sabendo disso nao, Eu nao curto muito mulheres aqui, a maioria dos meus amigos sao homens e nem por isso estou namorando.
    28. Isso é pq nao sabem falar o idioma direito, da para entender naum
    29. kkkkkkkkkkkkkk, tem que mandar eles tomar no c.., eu se me falaram daquele jeito, eu mando, sou sem educaçao mesmo.
    30.verdade, dia de domingo é sacrado para ficar em familia. E dia de descanço tb.

    ResponderExcluir
  18. 31.Depende o que vc quer resolver
    32. Nao entendi o que vc quis dizer, vc quis falar que a França é suja, isso ? Se for, mentira, talvez vc morava num lugar sujo ai, eu nao sei mas aonde eu moro é td limpinho.
    Agora aonde eu morava, era o fim do mundo, até as pessoas me perguntavam o que eu fazia ai, muita poeira, a cidade do pé vermelho, as ruas nao eram asfaltadas quando eu lavava roupa, eu chorava pq so um ventinho que vinha sujava a roupa td que eu lavado na mao. Em compensaçao, as pessoas eram uns amores de pessoas.
    33. Isso, eu nao sei, eu nao vou em boate
    34.Errado, têm muitos assaltos aqui, vai na cidade de Roubaix que vc vai ver o que é bom.
    35.Loucas em qual sentido ? Muito obrigada viu. Tb conheço muitas mulheres Brasileiras doidas, eu vi cada uma la mas nem todas sao iguais.
    36.verdade
    37.verdade, ja nao sei aonde coloco os meus papeis, mas agora ta mudando um pouco, eles começam a mandar td por email.
    38. hahahaha, bobeira. Cada pais tem o seu jeito de dançar e os seus costumes, para vc pode ser que eles nao sabem dançar mas talvez, para eles é vc quem nao sabe dançar. Eu adoro td o que é devido ao Brasil mas nem todos gostam, por exemplo adoro capoeira e os franceses acham ridiculo, eles tiram o sarro em mim quando eu falo que eu gosto.
    39. Até que nao tem tanto nao
    40.Tem sim mas aonde eu morei no Brasil tem mais
    41.verdade
    42.verdade
    43.verdade. Tu aimes les frites, une fois ?
    44.nao concordo, depende aonde vc esta
    45.hahahahaha, eu nao acho
    46.nao condordo, na minha regiao, moro no norte, as pessoas acham muito bonito o sutaque do sul por exemplo. O meu filho tem o sutaque brasileiro, o pessoal acha lindo.
    47.Têm sim mas pela minha propria experiencia, a gente nao se ouve falar quando fala
    48.sim
    49.Normalmente, eles sao obrigados a corrigir
    50.Isso, é uma questao de idiomas, acho que vc esta caçando pulga ai mas se pensar bem, tem logica sim.
    51.nao concordo, eu tenho mais de 400 canais na tv graças a minha linha telefonica e até a record do Brasil eu tenho.
    52. Mentira, é o que mais se ve
    53.nao acho nao
    54.Nao, o cliente sempre tem razao
    55. Eu sou uma pessoa bem franca, falo o que eu penso, até falo demais mas nao é critica nao, é a minha opiniao, agora, se eu estiver errada, eu aceito tb
    56. hahahahaha, eu nao sei, nao sou parisienne e nao gosto da França

    ResponderExcluir
  19. Faltou dizer o quanto os franceses são pessimistas!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah! E o hábito das mulheres, que colocam suas bolsas no chão, em qualquer lugar? Certamente essas bolsas vão parar nas camas, na mesa de jantar...

      Excluir
    2. Eu sou uma pessoa muito optimista e sempre realizei todos os meus sonhos, o pessoal sempre me falou que eu sou muito batalhadora mas nunca me falaram eu ser pessimista. Eu nao generalizar mas vc deve saber o que acontece com uma mulher brasileira quando o cara larga dela com o filho para criar sozinha. Eu sai lutando, num pais que eu nem conhecia, aonde eu nao conhecia ninguém e aonde eu nao falava a lingua. Acabei montando a minha propia loja no Brasil com o meu suor e nao fazendo outro tipo de trabalho que muitas fariam ai. Eu sou maniaca por limpeza e a minha bolsa nao fica nem no chao, nem na cama e nem na mesa de jantar mas sim arrumadinha no meu guarda roupa ou em cima de uma cadeira quando eu eu pronta para sair

      Excluir
    3. E os Brasileiros são otimistas Tatiana? Brasileiro é um dos povos que mais reclama de tudo :P Não concordo com nenhuma das duas observações...

      Excluir
    4. Os brasileiros podem ser reclamões, pessimistas, jamais... Tb sou casada com um francês tenho filhos com ele, mais nem por isso vou ficar querendo dizer q aqui tudo é perfeito.

      Excluir
  20. Pq as mulheres francesas são loucas????

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Difícil explicar, mas acho que todos os homens estrangeiros concordam.

      Excluir
    2. por isso vc tinha que se olhar no espelho para ver quem é louco antes de querer falar dos outros

      Excluir
    3. Por isso..kkkkkkkkkk!!! Me muero... Antônio vc é um gênio... Elisabeth Picquet volta logo pra sua Franca que é perfeita pow!!!

      Excluir
    4. Foi o que eu fiz por causa de uns otorios que nem vc e a elisabeth Picquet te fala vai tomar no seu cu filha da puta. Eu nunca falei que a França era perfeita, pelo contrario mas vcs ai nao tao falando sobre a França mas sim sobre os franceses (incluindo eu). Eu nao devo nada para vcs, da minha vida cuido eu, se vcs nao tiverem nada para fazer entao vao caçar sarna para se coçar. Vcs sabiam que o que vcs estao escrevendo acaba sendo discriminaçao ? Tou falando para vcs, isso vai dar rolo

      Excluir
    5. Hahahahaha' "Por isso..." Genial!
      Li todos os comentários, essa Elisabeth comprovou qualquer duvida que poderia existir sobre essa questão.


      Excluir
    6. Mas que fase Mme. Picquet !

      Antonio, parabéns pelo texto cara! Alguns poucos pontos eu discordo, mas não por isso vou fazer uma tempestade em copo d'agua partindo para agressão verbal.

      E com certeza teu texto foi muito menos ofensivo que o do Olivier.

      As pessoas que dizem que teu texto foi ofensivo ao mesmo tempo dizem que nao leram o do dito cujo.

      Enfim, parabéns mais uma vez.

      Excluir
  21. Oi! Adorei...
    Eu fiquei curiosa... Por que as francesas são todas loucas?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Todos os meus amigos falam exatamente a mesma coisa. Acho que é por isso que os franceses tam medo de mulher. Devem achar que vamos fazer igual.

      Excluir
    2. Acho a Paulistana muito mais louca em geral...

      Excluir
  22. Como tudo que é "feito depois" ou "baseado em", um espesso ranço de má fé precede a leitura de cada um dos 56 tópicos pelos quais o conterrâneo tentou passear ou a sua veia cômica ou a sua completa ignorância sobre o assunto.

    Eu li também o troço do Olivier e não gostei. Nenhuma relevância !

    Esse aqui é um remake mal feito, mal vindo e sem nenhum interêsse . . .

    P.S : Eu tenho a dupla nacionalidade, a dupla cultura e moro na França desde 1977.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vivemos em países livres e democráticos e você tem todo o direito de discordar do que eu escrevi, assim como eu e também Olivier temos o direito de ter nossas opiniões e nos expressarmos. :)

      Excluir
    2. Desculpe Sidney, quer você goste ou não, isso é sim "baseado em" e "feito depois" como direito de réplica e não de cópia. Premissa do Direito Legal e dos Direitos Humanos.

      Antonio de Souza está se valendo do direito que tem de replicar a mesma “gozação”. Listando clichês, constatações verdadeiras e generalizações exatamente como fez Olivier Teboul. Tudo sem ofensas (!!!).

      Feio não é isso, feio é ver milhares de brasileiros se preparando para alçar o jovem Olivier à Presidência da República com reações do gênero: “Genial”, “Fantástico”,”Me emocionei”, “Até chorei no canto dos olhos”, “O olhar do estrangeiro é sempre o mais acertado”, “Cara, você viu o Brasil como ele é” e por aí vai...

      Desculpe mais uma vêz e com todo o respeito que você merece, mas como binacional e imigrante, tenho a dizer que está sendo exagerada a importância dada ao rapaz francês por parte dos doentes da síndrome do “vira-latas”. Feio e vergonhoso. Valorizar o óbvio, despreparado e ingênuo, quando deveriam estar lutando (como jovens que são) pela melhoria do país, em vêz de abanarem a cauda canina.

      Antonio tem todo o direito de fazer o mesmo deboche e usar da liberdade democrática que teve o Olivier no Brasil. E para não parecer tão formal ou amarga como me acusam alguns, vou me juntar ao cordão dos jovens acima.

      CHUPA ESSA MANGA Olivier !

      Abraços (binacional e imigrante).

      Excluir
    3. Continuando Curiosidades da Franca parte 2...

      1- Na França criança não fura orelha bebê, e se chocam precisamente se vêem uma bebezinha com brincos como foi o caso com a minha, but às francesas não aleitam os filhos e às rarissimas que fazem que creio que não contabilizam nem 10% fazem em casa fechadas num longe até mesmo da familia, pois mostrar pra aleitar fora de casa é visto como atentado ao pudor, mas nas praias fazem top less, detalhe sejam jovens ou velhas.
      2- Na França acham normal o padeiro pegar no dinheiro e tocar no pão e da pra gente, o mesmo acontece com o cornet do sorvete também tocam com a mãoantes de nos dar. Berk!
      3- Na França o almoço de sabado, domingo em familia dura no minimo 3 horas, normalmente é mais, porque eles não colocam na mesa tudo pra q às pessoas se sirvam ou seja a dona da casa, levanta pra buscar a entrada, depois o prato principal, o vinho, a sobremesa, os queijos, frutas e o café...Ufff!!! Eu resumi ta?! Eles não fazem o lanchinho da tarde mas no café no almoço e na janta é comer até explodir.
      4- Na França o modo de educação infantil se exportar no mundo, tem até um livro de uma amreciana no momento que é bem vendido no Brasil; mas acho que eles também as crianças hierarquicamente inferiores, não gritam certo, sabem se comportar na mesa, mas quando adultos acho que são super inseguros e pessimistas.
      5- Falando em pessimismo são o povo mais pessimista que conheço, quando te perguntam tudo bem (ça va?) primeiro vêm o “ah” e après um tudo bem com cara fechada.
      6- Certo deixam a casa dos pais super cedo, mas caso às coisas não funcionem como programado não entra a familia mais sim o governo, encontrei familias com 7 filhos onde nenhum dos pais trabalhavam tinham casa pelo governo, ajuda até pra viajar de férias.
      7- Falando em férias, férias aqui é religião aqui todo mundo pobre ou rico viaja de férias, um dia na TV vi uma senhora reclamar das protéses mamarias que tinha, mais q ela so iria no médico depois das férias que deveria viajar nos proximos 4 dias, oque se passou foi que a protese que estava com problema foi expulsa pelo organismo através do seio, pergunta se ela mesma senhora voltou antes do fim das férias...
      8- E falando em férias aqui à cada 6 semanas tem férias escolares, os prefessores um dia depois de voltarem às aulas ja estão cansados falando na proximas, que no ano totalizam 4 meses. Isso mesmo 4 meses de férias escolares.
      9- E falando em férias no lugar de chegar num pais diferente e apreciarem às diferenças começam com às comparações com a França de forma negativa evidentemente afinal tudo na França segundo eles é claro é melhor.

      Excluir
    4. 10- Na Franca nunca dão lugar para pessoas idosas, gravidas e crianças no transporte publico.

      11- Certo na Franca os parisienses são magros e elgantes, falo dos verdadeiros viu!? Mas quando vc sai pro interior, valha-me Deus, como são gordos e mal vestidos. Ja no sul da Franca devido a influência da Italia e Espanha ja são outra categoria bem latinos e sensuais.

      Excluir
  23. hauahuahauhaha

    ça c'est pas mon problem... viva ao tropeço de beaulieu!!!!!!

    ResponderExcluir
  24. Pessoal, esse post não é uma vingança ao post de Olivier, pelo contrário, achei o post dele bem divertido também.

    Ninguém é obrigado a gostar nem do post dele nem do meu, mas o respeito e o bom nível devem prevalecer.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito bom!

      Concordo. Não tem nada de vingança no seu post, nem sei como pessoas podem pensar nisso. Ambos os posts são muito divertidos.

      O Olivier apenas esqueceu de comentar algo no post dele: brasileiros (em geral) não gostam que outros (principalmente estrangeiros) os critiquem. Além de se tornarem muito mal educados. Aliás, talvez isso seja influência dos Franceses já que muito tempo atrás nós tentávamos copiá-los em tudo hehehe

      Excluir
  25. Estava justamente pensando em fazer isso hj depois de ver o blog do Olivier.
    Vc tem que complementar...
    57 - Trabalho é algo especial na França. Na entrevista de emprego você já é perguntado quando quer tirar férias. A maioria dos franceses não está satisfeita no trabalho. O ambiente de trabalho é tenso na maioria das vezes. Alguns tem problemas sérios por causa disso, mas mudar de emprego e mudar de área eles acham muito difícil sempre.
    58 - Os transportes públicos funcionam bem em Paris o resto da França precisa de carro e uma carteira de motorista custa o olho da cara ou um braço, como eles dizem. Os trens vivem em greve e atrasados.
    59 - A parte social funciona muito bem mas tem muita gente que se aproveita bastante e vive as custas desse sistema paternal de ajudas sociais.
    60 - Religião é uma questão delicada na França. A maioria não acredita em Deus, uma parte diz que é católica e vai a igreja uma vez por ano mas dão muita importância a batizados. Os batizados são um evento importantíssimo e se você não é católico não tem problema existem os batismos feitos pela Prefeitura.
    Depois eu penso em mais coisas pra acrescentar...

    ResponderExcluir
  26. Muita baxaria sim, isso, é coisas de muleque que nao tem nada que fazer da vida. Se um otario falou mal dos brasileiros entao que acabam com ele e nao com um pais inteiro. Tb poderia meter a boca nos brasileiros por causa de alguns (e falar coisas muito feias) mas eu nao meto a boca em ninguém, por causa de alguns, nem todos podem pagar, respeito os meus amigos que eu tenho no Brasil e jamais vou ofendê-los por causa de alguns otarios que nem vcs.
    Cuidado com a palavra democracia, a palavra democracia nao quer dizer xingar os outros, e vcs podem se dar mal com isso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu não insultei ninguém no meu post nem nos meus comentários. Isso é o que você está fazendo nesse momento...

      Excluir
    2. Insultou sim, e muito, vc ta falando que as francesas sao loucas, que os franceses sao porcos, vc acha que isso nao sao insultos ? Eu sou muito franca e digo o que eu penso

      Excluir
    3. Vc fica falando de pessoas que nem conhece, vc nao pode generalizar as coisas por causa de poucas pessoas, se eu mostrar este post seu para os meus amigos (brasileiros) ficariam com a boca no chao de vergonha por causa de vc

      Excluir
    4. Meus amigos brasileiros que conhecem a França adoraram. Os amigos franceses também...

      Excluir
    5. Moro em Paris, meu tio constituiu família aqui, minhas primas são francesas e nem falam português. Estou plenamente de acordo com o Antonio. A única questão é que eu acredito que os franceses realmente não se achem porcos... eles são muito mais tolerantes em relação a odores do que nós e não se importam em não usar fio dental ou não escovar os dentes depois de TODAS as refeições, como nós brasileiros. Tudo que para nós é um problema de higiene, pra eles é completamente normal... por isso não aceitam quando dizemos que são porcos.

      Excluir
    6. Elisabeth, sou francês tambem. Desculpa, mas você esta mostrando por tudo mundo, pelo seu texto e sua maneira de responder que as francesas são loucas mesmo, haha

      (Piada à parte)

      Antonio, não te preocupe com as pessoas que sempre devem ficar reclamando de tudo, tem em todos lugares do mundo infelizmente... O teu texto é muito bom !

      Excluir
    7. logico, pq vc tem sangue de barrata, eu gosto do Brasil, dos brasileiros mas eu nao concordo com muitas coisas que tao falando por isso e nao admito que um filha duma puta que nem conheço fica me xingando por ai. Talvez ele deveria se olhar num espelho. Vc sabia que no Brasil, no tempo do frio o povo brasileiro nao quer tomar banho ? Eles tao falando merdas ai mas calor ou frio, os meus banhos sao sagrados

      Excluir
    8. Sou franco brasileira e "otário" é xingar sim d. Elizabeth! Cuidado você esta se portando como uma louca e ainda por cima se diz francesa1

      Excluir
    9. Mme. PICQUET,

      Baixaria são seus comentários ácidos, ofensivos e de palavras de baixo calão !
      Faça o favor de raciocinar antes de escrever alguma coisa e, se possível, parar esse mico que a Sra. está passando.

      Excluir
  27. O texto do Oliver foi educado, ele podia tbm falar do nosso pais tudo de ruim e podre que existe. E olhe que ele teria muita, mas muita coisa podre pra falar, mas nao falou. E colocou "curiosidades brasileiras", porque se quizesse teria muita coisa para desmoralizar nosso pais e nossa gente!! Eu nao gostei, embora algumas coisas sao verdades, me desculpe, Antonio achei o texto agressivo. Falar que os franceses nao tomam banho, tem dentes estragados, comem com as maos!! Nossa ficou horrivel isso. Tinha tanta coisa legal pra falar.Me desculpe mas é que penso!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. legal, concordo plenamente com vc, até ia ver o que o olivier escreveu mas depois de td o que eu li, eu nem vou. Que nem vc acabou de falar, têm muitas erradas no Brasil, eu sou francêsa mas acho que nem todos sao iguais e por causa de alguns otarios, em nao vou sair ofendendo os brasileiros

      Excluir
    2. Olá Lilica e obrigado por discordar de maneira educada.

      Eu não falei que os franceses não tomavam banho, ao contrário, eu disse que essa imagem que os estrangeiros têm é falsa, mas no entanto eles só tomam um por dia. Eu já perguntei a amigos e a maioria disse que só toma um, foi por isso. Não foi uma ofensa.

      Talvez eu tenha me expressado meu e generalizado sobre os dentes, mas é só um ponto de vista e nõa uma verdade absoluta.

      Eu não disse em nenhum momento que eles comem com as mãos.

      Excluir
    3. Vc falou sim, por fazer o calor que for, os franceses tomam um banho por dia so, que nao escovam os dentes e que aos 40, eles tem os dentes podres mais outras merdas que o povo ta falando por ai por causa de vc. Francamente eu ja tou de saco cheio vendo essas merdas ai e vou divulgar o seu blog direitamente para a policia, vamos ver o que eles vao achar disso por isso ai td, é discriminaçao. Para mim, vc com certeza é uma pessoa muita baixa, um matato, analfabeco que nunca foi para a escola e muleque de td. Eu nao vou perder mais o meu tempo lendo essas bobageiras que vcs ai estao escrevendo, vou agir !

      Excluir
    4. Pode divulgar, eu vou adorar receber mais visitas :)

      Assim como os franceses, acho que os policiais vão adorar o texto!

      Não sei se você conhece a constituição, mas tanto o Brasil quanto a França são países com liberdade de expressão, e as pessoas tem o direito de falar e escrever o que quiserem...

      Excluir
    5. expressao nao quer dizer discriminaçao e é exatamente o que vcs estao fazendo ai

      Excluir
  28. Ótimo texto!!
    Moro em Paris e confirmo quase tudo!!
    As únicas coisas que discordo:
    - O numero de banhos depende dos franceses, namorei um francês que toma mais banhos que eu, no mínimo 2 por dia.
    - Eles usam sim desodorante, e eu diria até mais que no Brasil. Quando ainda estava na escola, sempre havia alguém com desodorante na bolsa para caso ficasse com mal cheiro durante o dia. Agora, que o metro fede bastante, isso é um fato. Então acho que é igual o banho, depende do francês.
    E sobre os casais: pelo menos em Paris eles demonstram sim afeto em publico.

    Agora, o n 25 foi simplesmente brilhante!
    Morri de rir com o seu texto, assim como o do Oliver.
    Felicitations.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nem todos usam desodorante porque acreditam que causa câncer... já ouvi isso de muitos franceses aqui em Paris...

      Excluir
    2. Pois é, Maira Borba, e sera todos no brasil todos tomam seu banho?? Sera todos escovam os dentes?? Sera que todos usam fdesodorante?? Poxo isso ta virando uma baixaria!! Tanta coisa linda e interessande a frança e Paris tem pra contar, e ficar falando da higiene de cada um!!Nao sei porque vc insiste nesse assunto Maira Borba...

      Excluir
    3. Cada um escolhe sobre o que falar, por que ao invés de ficar reclamando e choramingando, você não escreve um texto sobre todas essas coisas maravilhosas que tem aqui na França e em Paris e divulga? Pode ter certeza que eu não vou lá te chatear e reclamar de nada que você escrever... cada um fala sobre o assunto que quiser.

      Excluir
  29. Olá, Antonio! Tudo bem?

    Bom, o Olivier em alguns pontos de seu relato fala de padres na tv e da força que as igrejas têm na política e na sociedade brasileira. E isso eu confirmo! É fato! E lá na França vi que o Estado é realmente laico e a sociedade não é tão influenciada por líderes religiosos - pelo menos franceses 100% não. E vc, o que vc acha e o que vc pode perceber da sociedade francesa nesse sentido? CLaro, pergunto sobre os franceses 100%, pois os franceses de origem árabe são um pouco diferentes, ne?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Bruno,

      Concordo com você. Na França o estado é completamente laico, diferente do Brasil. A maioria dos jovens são ateus e respeitam a religião dos outros. A religião não interfere em decisões políticas.

      Excluir
    2. Pois é, Antonio! Lá ninguém está nem aí para o fato de vc acreditar ou não em algo, ter ou não uma religião, etc. E isso na Europa toda. Eu saí do armário como ateu na Espanha, onde morei quase dois anos, por me sentir livre dessas coisas e ver que nem mesmo os religiosos praticantes lá não andarem fazendo pregações nem dizendo que vc vai arder no inferno por não acreditar em nada.
      Agora quanto ao mau humor, isso não me surpreendeu nem um pouco! Talvez por ter saído daqui já sabendo que o europeu EM GERAL não é conversador, não é sorridente, nem nada disso mas o fato é que eu nunca tive problemas nem com atendentes de lojas nem com garçons em canto nenhum da Europa.

      E outra coisa que me surpreendeu principalmente na França foi o número de pais que têm o hábito de ir a livrarias, teatros e cinemas com filhos. NÃO é todo o mundo que faz isso, claro, mas o número de pessoas lá que o fazem é maior, e o hábito de leitura lá também é maior, as livrarias são muito legais. Em Paris por exemplo adoro o Quartier Latin e os vendedores independentes de livros - os "bouquinistes", que geralmente ficam no cais do Sena, não?

      Excluir
  30. Acho q as pessoas precisam entender q o texto não está generalizando, ele não afirmou "todo francês é assim", apenas demonstrando a visão q teve, das pessoas com quem conviveu, dos lugares por onde passou, etc...não achei desrespeitoso, assim como não achei o post do Olivier desrespeitoso, achei divertido e até serve pra gente parar e pensar nos nossos costumes...enfim, acho q todos podem discordar e expor sua opinião de maneira educada!!

    ResponderExcluir
  31. Muito bom o seu texto!!!Adorei!parabens

    ResponderExcluir
  32. Nossa... quanta gente ignorante.. Jesus Amado..
    Concordo plenamente com o que você em praticamente tudo... Cada pessoa quando vive em um lugar tem uma visão diferente, justamente pq as pessoas não são iguais.. Eu vejo a França assim como você descreveu sim, e os brasileiros que vivem comigo também, Vários tópicos que você enumerou já foram assunto em nossas rodas de conversa.. Adorei e compartilharei com meus amigos...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Me desculpe Cila mas " so franceses fumam muito e nao escovam os dentes, é acho que é por isso que eles tem os dentes entragados" eu li errado?? Eu sou brasileira, mas achei um pouco forte e isso nao é ignorancia minha nao!! Se o Oliver tivesse dito este tipo de coisa do brasil???

      Excluir
  33. Eu sou francês (de paris) morando no Brasil (Belo Horizonte). Eu vi o blog do Olivier, eu concordo completamente com ele e ri muito. Não entendi as pessoas que foram ofendidos! E ri muito de novo lendo o seu artigo, concordo com quase tudo!

    E fazendo listas, só falamos de alguns pontos que são diferentes do nosso pais natal, as vezes bons, as vezes ruins. Mas mesmo assim, amamos o pais no qual moramos e que descrevemos do nosso jeito :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pelo seu comentário Vincent.

      Acho que é tudo uma brincadeira e não devemos levar tão a sério.

      Vi que algumas pessoas insultaram Olivier e agora algumas pessoas me insultam também, mas é assim mesmo, cada qual com seu humor!

      Como eu disse no post, adorei ter vivido na França, e tenho muitos amigos lá, a maioria deles também gostou do post (há uma versão em francês) apesar de terem discordado de alguns pontos.

      Excluir
  34. Parabens!! Gostei muito do seu texto, no ponto em que os franceses nao falam bem o ingles.. isso è realmente dos francophones. Isso acontece tambem quando eles falam alemao.. mesmo estudando muito tempo o "ich" nao sai de jeito nenhum.. No ponto do forro.. mmmmmmmm... vc se deu bem eih danado?! uahua e as francesas sao loucas mesmo, isso nao è ruim, muitas vezes è bom! Minha tia francesa concorda e riu muito disso. Bref .. ;) Adorei

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E as Brasileiras, sao sao loucas ? No Brasil eu vi uma menina de rua tacando gazolina em uma mulher casada pq ela tava com ciumes da mulher do cara, ela que era rabichada e ela que fazia rolo ainda.
      Outra esfaqueiou a outra pelo mesmo motivo.
      Por causa de umas, vcs generalizam os casos e na hora de ficar ofendidos com a resposta de quem vcs tao agredindo vcs acham ruim ainda.
      Haaaaaaaaaaaaaa, falando em sujeira, tem um bairro inteirinho no Brasil aonde eu morrei aonde so se ve as mulheres parendo macacos caçando piolhos na cabeças de ambas. Vcs falarem que as mulheres francesas têm caspa na cabeça mas vcs nao têm so caspas mas PIOLHOS

      Excluir
    2. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
  35. Não entendi porque as pessoas se irritaram tanto.
    Gente, é um ponto de vista de quem está de fora. Assim como o Olivier observou coisas que eu, até ler o texto dele, nunca tinha observado... mas ele não disse nenhuma mentira. Talvez ele tenha achado coisas absurdas, como gostar de cachorro-quente e pipoca. Sim! Para a cultura dele é absurdo mesmo... Assim como é para nós não achar natural uma cidade no porte de Paris ter ratos passeando pelos pés do povo, como eu mesma vi e quase dei um "piripaque". É um choque cultural muito grande tanto para um, como para o outro e o autor apenas teve coragem e conseguiu descrever o que para ele não é "normal".
    Não vi nem no post do Olivier, nem do do Antonio motivos para ficarmos ou os franceses ficarem ofendidos. Vi que até a parte traseira ("cu", rsrs) do Antonio foi afetada por causa do post. Meu Deus! E ainda querem se defender dizendo que não são loucas e se chateiam quando dizemos que não tem humor!!!

    Antonio, eu adorei!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito boa sua colocação! Também não vi motivos para ficarem ofendidos em ambos os textos.

      Não estou acompanhando os comentários no post do Olivier, mas até o momento que tinha lido, apesar de muitos brasileiros descordarem de colocações feitas por ele, nenhum tinha faltado com educação...

      Excluir
  36. Acho que não sou o único brasileiro morando na França que, depois doo texto do Oliver, estava no trem de escrever um texto como esse. Mas nunca ficaria tão bom quanto o seu. Parabéns cara. O item #33 em especial é o mais engraçado. Já passamos muito perrengue por isso.

    ResponderExcluir
  37. Muito bom!!!
    É a pura verdade, nos itens 1 e 2 tive o azar de estar num trem de Paris até Rouen, que nao aguentei...fiquei revezando entre cheirar meu casaco e tampar o nariz ate chegar!!

    Acho que só faltou você colocar que nos pratos sempre vem batata frita de acompanhamento, mesmo quando não combina!!!

    a...e das ruas lotadas de coco de cachorro!!! Um absurdo!

    ResponderExcluir
  38. Oi Antônio,
    Vou colocar minha opinião de forma respeitosa pois acredito que podemos trocar idéias sem sermos rudes, certo?
    Tenho a impressão de que você não gostou do que o Olivier escreveu e resolveu responder à altura (na tua concepção).
    O teu texto é muito agressivo. Mas quando vejo que tem muitos que comentam que viram o texto do Olivier e quiseram responder, entendo que se trata de ''vingança''.
    Eu sinto muito pela franqueza, mas me parece que você está mais preocupado em denegrir a imagem do francês expondo as ''fraquezas'' do que em colocar as suas curiosidades, como é o caso do Olivier quando fala do Brasil.
    Eu mostrei ambos os textos para alguns amigos brasileiros e franceses que não os tinha visto ainda e a maioria deles pensa o mesmo.
    Eu sou Franco brasileira e como estou no meio do caminho para mim é muito fácil ver os dois lados sem tomar partido de um lado em detrimento de outro já que as duas realidades me ''pertencem'', entende?
    Acho que o Olivier acertou na maioria do que ele colocou e você, infelizmente, errou na maioria, sobretudo porque as tuas colocações são agressivas e ofensivas com um falso véu de simpatia.
    Me desculpe a sinceridade.
    Eu entenderia se você tivesse feito um contraponto com o texto dele, fazendo uma comparação entre a percepção de um fato no Brasil a relação com a mesma situação na França e depois você poderia ter colocado alguns comentários ''soltos'' a mais.
    Porém você começa de uma forma ao meu ver infeliz. Na minha família Francesa, por exemplo, as pessoas tomam banho mais de uma vez por dia e meus amigos e pessoas com quem estudei lá, em Lyon, também. Então, na média, existe uma maioria que eu conheço ou com quem convivi que não correspondem ao teu perfil.
    Atualmente no Rio, vejo pessoas que fedem nas ruas, depois do trabalho e nem por isso são apontadas. Mas no Brasil tem tanta gente que fede quanto em qualquer lugar do mundo. Depende do que elas fazem dos seus hábitos e suas realidades.
    As pessoas não trocarem de roupa na França, como você aponta, também é algo estranho pra mim.
    A minha família tanto do lado francês quanto brasileiro é classe média simples. Todo mundo rala e ninguém é rico, mas nem por isso usam a mesma roupa todo o tempo.
    Os idosos como em qualquer lugar do mundo, se estão sozinhos tem problemas pra manterem suas coisas pessoais, portanto um idoso pode ser mais largado e mal tratado dependendo de sua realidade, mas os outros, mais novos, como em qualquer lugar do mundo podem ser bem ou mal tratados dependendo de sua maneira de ver as coisas e de viver, não por serem franceses.
    E não esqueça que na França tem muito estrangeiro. Para uma pessoa que veio de um país que sofre com falta de água e comida tomar três banhos por semana é um luxo que não podiam ter antes e aí quem não sabe acha que tá falando mal de um Francês, mas está na realidade confrontando a realidade de alguém que chegou ali pedindo ajuda para sobreviver.
    Acho que a tua preocupação foi denegrir.
    Desculpa a sinceridade...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Isnard,

      Respeito sua opinião, e queria dizer que é somente um ponto de vista, de forma bem humorada, e às vezes generalizada ou exagerada, porém é a minha visão da realidade que encontrei.

      Como já disse em outro comentário, esse post não é uma vingança ao post de Olivier. Eu gostei muito do post dele também e dei muitas risadas, embora também não tenha concordado com todos os itens.

      A França é um país que eu gosto muito e onde tenho muitos amigos, não é nada pessoal. Alguns deles leram meu post e gostaram inclusive, mesmo tendo dito discordar de alguns pontos.

      É normal que muitas pessoas não gostem e até me critiquem duramente, mas esse é um risco que a gente corre quando expõe nossas ideias.

      Todos estão à vontade para discordar,desde que mantendo o nível, afinal, vivemos num país livre ;)

      Abraço

      Excluir
    2. Perfeito seu comentario!! Eu tbm penso como vc, acho que tem tanta coisa pra falar da França e apontar o lado negativo, nao foi um bom caminho!! Oliver teria muito mais motivos para apontar a parte fraca e suja do nosso pais, mas nao fez, ele relatou curiosidades do brasil e nao a sujeira que sabemos bem mais do ninguem como nosso pais tem falhas e motivos para nos envergonharmos!! Muito mais que dentes estragados e falta de banho, cheiro de suvaco, e criticar os outros!!

      Excluir
  39. Desculpa, eu de novo...
    Acredito que outra questão é a cultura de valores. Um jovem francês é muito menos preocupado com a aparência do que um brasileiro e as mulheres não querem ser ''gostosas'' o tempo todo, elas querem ser vistats de igual pra igual e respeitadas.
    Tenho amigos franceses que se casaram com mulheres brasileiras exatamente por serem mais ''submissas'', talvez liberdade igualitária de sexo soe como loucura pra algumas pessoas.
    Nunca fui empurrada em metro com um pardon ao mesmo tempo. se fui empurrada fui empurrada e pronto. Aí depois alguns falam pardon porque são educados e outros não estão nem aí, mas isso acontece no Brasil também. Não?
    Tanto aqui como lá. As pessoas empurram no metro. Aqui, atualmente, tenho encontrado uma maioria de pessoas que pedem informações e depois saem andando sem dizer obrigada, mas nem por isso vou dizer que todos brasileiros são mal-educados.
    A burocracia no Brasil é das piores que já vi no mundo e a da França é pinto em comparação.
    A Orange (não me lembro bem) ficou um dia sem serviço no final do ano passado e cobriu os clientes de desculpas e bônus para remediar o problema. Alguma empresa brasileira de telefonia fez o mesmo em relação aos problemas que tivemos ultimamente?
    Os telefones na França são excelentes e atualmente as companhias oferecem planos onde clientes são contemplados com chamadas gratuitas para telefones fixos para países pré definidos para seus pacotes.
    Eu poderia comentar muitos dos teus tópicos, mas seria desnecessário, pois acredito que em todo caso você deve acreditar que tudo o que você escreveu está perfeito e que as críticas não são pertinentes.
    Eu não sei onde você morou e com quais pessoas conviveu na França, bem como não sei qual é a realidade do Olivier no Brasil.
    A maioria dos brasileiros que saem do Brasil se fecham em gueto e são incapazes de se abrir ao estrangeiro.
    Tem um montão de estrangeiros que fazem o mesmo no Brasil, mas o brasileiro assim como os orientais se fecham muito, isso é fato. Estão sempre entre si, não aprendem o idioma local ou só o necessário e depois culpam o outro.
    Falo isso por ser franco brasileira e observar isso todos os dias.
    Acredito que com você deve ter sido diferente até por estar em um ambiente onde era obrigado a pelo menos se relacionar com o corpo docente...
    Os franceses são fechados como os paulistas, mas uma vez que se abriram pra você você terá um amigo pra vida toda.
    Eu fiz e fui a muitas festas na França onde as pessoas dizem ''eu vou'' e vão... ou ''não vou'' e pronto.
    No Brasil as pessoas falam ''claro, tô lá'' e ninguém aparece... as pessoas não sabem dizer não e preferem mentir uma ''mentirinha boba'' e serem sempre ''legais''...
    Eu adoro o lado festeiro do Brasileiro, que eu também tenho, mas isso não quer dizer que sejamos os melhores do mundo, pois não somos. Esse lado festeiro carrega coisas boas e ruins assim como o lado reclamão do Francês carrega coisas boas e ruins...
    Somos só mais um, diferentes dos outros e não donos da verdade.
    Muitos brasileiros que saem do Brasil para estudar fora só andam de carro quando estão no Brasil e quando entram no metro ou ônibus de outra cidade ou cruzam com pessoas na rua diferentes de seu meio social no Brasil reparam na roupa, no cheiro e nos modos, mas no Brasil encontramos muita coisa parecida... é só andar nas ruas... as pessoas se parecem mais do que a gente imagina.
    Acredito que você poderia tentar apontar mais ''coisas boas'' sobre a França ou ''curiosidades'', mais do que denegrir a imagem do Francês.
    Obrigada de uma franco brasileira apaixonada por estas duas terras, mas que nem por isso vai manchar uma para limpar a outra e vice versa... à beintôt, Antônio. Bien à vous.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá de novo,

      O objetivo desse post não foi comparar Brasil e França, mas apenas destacar com bom humor alguns pontos na minha visão, que é também compartilhada por muitos estrangeiros que foram à França.

      Sei que o Brasil e o brasileiro também têm muitos defeitos, é normal, todo lugar tem pontos positivos e negativos, não há lugar perfeito.

      Espero que você possa ler o post agora com uma outra visão e entender que eu adoro a França e sou muito grato pelo tempo que passei lá, e que isso é só um post bem humorado.

      =)

      Excluir
  40. Ri muito com o texto, achei super bem feito e bem humorado, mas, chegando no fim do texto, adivinha? eu percebi que o humor não acabou!
    Franceses defendendo franceses... eles ja tem um exercito, e é por isso que o pais deles vai pra frente e o nosso não. (p.s. um brasileiro falando mal do brasil... podia ser mais típico).
    ...
    parabéns pelo texto, tá bem engraçado.
    sucesso.

    ResponderExcluir
  41. Oi Antônio,
    Eu moro na França há seis anos, até o momento vivi em seis diferentes cidades por aqui, e com certeza nos divertiríamos muito conversando um pouco sobre as impressões e experiências que que cada um tem ou teve. Você disse algumas coisas muito coerentes com a realidade. A diferença entre o seu texto e do Olivier é a energia transmitida.. eu li o texto do Olivier e ri bastante, pois ele escreve "No Brasil...", deixando isso muito impessoal, um exagero proposital, realmente dando um tom bem humorado, eu até fiquei com saudades de algumas coisas do Brasil. No seu texto, por outro lado, você escreve "Os franceses...", o que dá um tom direcionado, mais pesado, quase um contra-ataque. Eu divido a minha vida com um francês, vivo entre franceses, e entendo bem o humor deles, sem nenhuma maldade, como o que o Olivier fez.. em nenhum momento eu senti que o texto dele seja reducionista em relaçāo aos brasileiros. Eu fiquei surpersa como em um ano ele conseguiu ver tantas coisas com as quais concordo.. eu nāo generalizo, nem concordo com tudo o que ele diz, apenas sei que sim, alguns desses traços culturais existem, e nāo fazem os brasileiros serem piores ou melhores por isso. Todos os países possuem traços culturais (o que nāo é regra cultural).
    Falando agora de uma forma geral, eu me sinto envergonhada ao ver os brasileiros falando da higiene pessoal de todo um povo que desconhecem, pois eu sinto que isso é um tipo de comentário depreciativo. Contrariamente ao que vejo entre os franceses, alguns brasileiros nem sempre entendem até que ponto podemos brincar com alguém ou com algo, e acabam falando demais, invadindo o espaço privado dos outros e ainda chamam de "apelāo" quando alguém acha que passaram dos limites, nāo assumindo que estāo sendo preconceituosos, injustos ou inconvenientes. Eu nāo acharia nada polido ver portugueses, por exemplo, andarem de ônibus no final do dia no Brasil e chegarem na Europa anunciando na internet que "brasileiros fedem".
    Meu companheiro toma banho uma vez por dia, assim como eu e assim como qualquer brasileiro, e possui uma higiene pessoal extrema.. usa desodorante, fio dental, escova os dentes, nunca teve cáries, lava as mãos ANTES e depois de ir ao banheiro (quantos homens fazem isso?), etc.
    O que eu estou deduzindo com todos esses comentários sobre a higiene dos franceses é que eles partem de dois grupos de brasileiros: 1. Aqueles que nunca saíram do brasil e que repetem o que escutam; 2. Aqueles que no Brasil vivem uma vida de classe média, andam de carro e frequentam lugares onde estāo concentrados os "limpinhos" de nosso país, mas que quando chegam na França e devem usar o transporte público cheio de turistas e pessoas transpirando (como no Brasil) acabam ficando "chocados". Em ambos os casos eu acho que está faltando um espírito crítico, está faltando sair do quadrado, realativizar e conhecer os limites do respeito e dos comentários de mau gosto.
    É isso, de resto, eu realmente entendo muitas das coisas que te chamaram atençāo e sei que a gente compartilha das mesmas impressoões. Eu adoro quando encontro alguns brasileiros e que sinto que nāo sou um ET ao questionar certas "lógicas" na França.
    Um abraço! (ahh.. quando eu cheguei abraçando, alguns amigos achavam que eu estava dando em cima.. aqui o que vale sāo os dois beijinhos, mesmo entre homens amigos)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Sophie,

      Respeito o seu ponto de vista e o seu direito de expressá-lo.

      Como já disse em outros comentários, é apenas um ponto de vista bem humorado, não é para ofender, é para levar na brincadeira.

      Eu estudei em universidade pública e sempre andei de ônibus, então acho que não me enquadro em sua afirmação...

      O objetivo do post não é fazer comparações, é óbvio que o Brasil também tem muitos defeitos e precisamos reconhecê-los para poder evoluir. Fazer piada com nossos defeitos também não faz mal a ninguém...

      Quanto à higiene, é claro que isso não vale para todos os franceses, mas em meu trabalho eu era visto como um E.T. por escovar os dentes após o almoço, somente eu e os outros latino americanos faziam isso...

      Abraço!

      Excluir
    2. Eu também respeito o seu, claro, e acho bacana que neste espaço aqui a gente dialogue, como estamos fazendo, pois é lendo nossas diferentes experiências que algumas pessoas vāo quebrando seus achismos.
      Eu entendo seu ponto de vista e seu humor, mas continuo a te aconselhar a usar uma maneira de escrever mais geral, como o Olivier fez: "Na França se come queijo até na sobremesa, mas se acha estranho comer queijo de manhā".
      Sobre a higiene, como eu disse abaixo, "em ambos os países o mau cheiro existe, odor de transpiraçāo no interior dos transportes, de urina nas rodoviárias e estações, hálito de cigarro, cuspes no chāo, etc.", cada um com suas especificidades em relaçāo ao inverno e o verāo. Já sobre os dentes, na França e no Brasil eu tive colegas que escovam e que nāo escovam os dentes.. o meu chefe no Brasil tinha um hálito de cigarro absurdo, e nāo é por isso que generalizo uma naçāo. Esse ponto da higiene é realmente a única coisa que me incomoda ver os brasileiros comentando, pois eu acho invasivo e depreciativo ficar falando que um povo fede.. nāo é nada polido, nada educado.
      Nāo entenda minha fala como um crítica à você. Valeu pelo bate-papo.
      à bientôt :)

      Excluir
    3. Acho que falar sobre a higiene dos franceses é tão delicado quanto falar da malandragem dos brasileiros.

      Ambos ficam revoltados quando leem um estrangeiro falar sobre isso, no entanto, apesar de não podermos generalizar, é uma verdade para muitos, tanto na França quanto no Brasil.

      Enxergar alguns pontos negativos de nossa cultura é o primeiro passo para não repetir os mesmos padrões negativos.

      Excluir
    4. Eu nāo concordo, Antônio. A malandragem tem seu lado bom, esperto, inteligente.. nāo é necessariamente depreciativa. Existem diferentes malandros, e Chico Buarque canta muito bem sobre essa diferença, brincando com a figura do malandro esperto e criticando o malandro corrupto. Se a malandragem fosse o mesmo que a higiene, Serge Gainsbourg teria feito uma música para cantar sobre as vantagens de nāo escovar os dentes. hehe
      Tente parar para sentir a sua reaçāo caso lesse em um blog alemāo 500 alemāes falando que brasileiro fede.
      Nāo adianta tentar justificar o desrespeito. Isso é muito feio. As pessoas ultrapassam os limites.

      Excluir
    5. Quando eu me referi à malandragem foi ao fato de querer levar vantagem em tudo de maneira suja...

      Excluir
    6. Estou com a Sophie. Sou brasileira, moro na França há quase 15 anos, e sempre estudei em escolas francesas. Quando li o texto do Olivier, achei muita graça, e em nenhum momento me senti ofendida, inclusive porque o Olivier tem um olhar surpreso, às vezes crítico, mas nunca depreciativo sobre o que ele observa.
      Nesse texto, eu me senti meio desconfortável com algumas partes, por exemplo, como a suposta "falta de higiene" dos franceses, com o comentário sobre os funcionários de atendimento que querem "passar o resto da tarde sem fazer nada", e principalmente quando você diz que metade dos franceses não querem trabalhar e preferem ficar sem fazer nada recebendo da CAF, e que as mulheres francesas são loucas.

      No final das contas, concordo com tudo o que a Sophie disse, os pontos do Olivier não pintam os brasileiros piores ou melhores do que os outros, já os seus depreciam os franceses, a meu ver.

      Excluir
  42. Achei interessante seu post porem com uma visao muito parisiense sobre o assunto, mesmo vc tendo morando fora de paris! e realmente eu como francesa/brasileira nao concordo com alguns pontos relatados por vc como por exemplo o desperdicio de comida.....talvez porque moro em uma cidade e conheço regioes que nao fazem de jeito nenhum esse tipo de coisa e que inclusive te criticam e te chamam a atençao caso o faça! fora isso ficou legal!!

    ResponderExcluir
  43. Conversei com o meu filho a respeito disso, ele é franco brasileiro, ele tem 14 anos e a mente mais aberta do que a de vcs, ele ficou indignado com as coisas que vcs ficam inventando ai sobre os franceses. Vcs so querem denigrar os outros mas na hora que vcs têm uma resposta boa, vcs acham ruim. Eu sou francesa mas eu nao tenho piolhos na cabeça que nem eu vi muito no Brasil, tb nao fico mijando em garrafa no meio da noite de preguiça ir ao banheiro mas vcs se acham todo poderoso e nao vê os defeitos que vcs têm.
    Fui............

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Elisabeth, eu também fico indignada quando vejo as pessoas fazendo comentários depreciativos sobre qualquer povo ou cultura. Traços culturais existem, isso é normal, mas nāo sāo regra. Desculpe a ignorância de alguns brasileiros que falam ou julgam demais e que acabam ofendendo 64 milhões de franceses ao falar de algo tāo delicado e pessoal como a higiene. A realidade na França é diferente da brasileira, e um brasileiro que vive na França normalmente vem de uma classe social que nāo frequenta transportes públicos como acabam tendo que fazer ao chegar na França. Eles comparam o que nāo é comparável, por exemplo: o grupo de amigos da universidade particular de onde vieram no Brasil com turistas e franceses de um metrô lotado no fim do dia em Paris.
      Nāo se estresse com essa falta de relativizaçāo.

      Excluir
    2. "um brasileiro que vive na França normalmente vem de uma classe social que nāo frequenta transportes públicos como acabam tendo que fazer ao chegar na França"
      Ah, faz favor, eu estudei em escola publica e estudo em universidade federal e sempre tive que pegar 2 ônibus pra ir e pra voltar, totalizando no minimo 2 horas diarias em transporte publico.
      Quanto à questão de higiene, eu ja passei por dois tipos de situações nas quais fica dificil defender os franceses: 1) faltar agua na maison des élèves inteira e so os estrageiros repararem; 2) todos os brasileiros escovando os dentes depois do almoço e nenhum francês fazer o mesmo.

      Excluir
    3. Anaisa,
      Eu também estudei somente em escola publica no Brasil, acordava as 5h30 e passava duas horas no onibus para ir e mais duas para voltar da escola. Exceções como nós existem, e por isso eu utilizei a palavra "normalmente", mas a maioria dos jovens brasileiros que vêm para a Europa ou para a América do Norte nāo sāo pessoas de classe baixa, sāo de classe média, e normalmente usam pouco transporte público no Brasil ou se limitam a utilizar na zona central das grandes cidades.
      Conheço enormemente a regiāo central, o nordeste e o sudeste do Brasil, sempre andando em transportes públicos, assim como conheço a França inteira, visto que morei em seis cidades diferentes aqui até o momento e viajo muito. O que eu tenho a dizer sobre isso? Que em ambos os países o mau cheiro existe, odor de transpiraçāo no interior dos transportes, de urina nas rodoviárias e estações, hálito de cigarro, cuspes no chāo, etc. Eu nāo costumo conversar usando expressões como a que você usou, mas vou responder da mesma forma: "Ah, por favor", nāo me diga que você andava de ônibus no Brasil depois de um dia de trabalho e todo mundo estava cheirosinho. Nāo, nāo estava.. e se estava, eu nāo conheço o Brasil onde você vivia.
      Sobre os franceses e sua higiene pessoal, estamos falando de 64 milhões de pessoas. O meu companheiro leva a escova todos os dias para o trabalho, alguns colegas do meu trabalho escovam os dentes, outros nāo, exatamente como em minha experiência no Brasil, alguns escovavam, outros nāo. Nāo minta para si mesma ao dizer que em seu Brasil as pessoas escovam os dentes 3 vezes por dia.. estamos longe disso, infelizmente. Onde quero chegar com isso? Eu quero apenas dizer que estamos falando de pessoas, todas diferentes entre si.. e esses pequenos detalhes normalmente vêm da educação recebida pela família, um país inteiro nao possui os mesmos hábitos pessoais.
      Falar que um povo inteiro fede é ofensivo e depreciativo, limite vulgar. Eu me envergonho com tanta ignorância sim, e com a falta de maturidade para entender quando parar de abrir a boca para julgar e agredir gratuitamente. Tudo isso gera preconceito e disputa desnecessária. Aprecio o texto do Olivier, que falou de suas impressões, e em nenhum momento de suas verdades. Sejamos mais civilizados ao conversar.

      Excluir
    4. Olá Sophie,

      Em nenhum momento eu falei que minhas verdades eram absolutas, deixei claro o tempo inteiro que era apenas um ponto de vista bem humorado. Em nenhum momento também eu disse que algo se refere a todos os franceses, e também não era o objetivo do post comparar nada com o Brasil. Sei que o Brasil também tem defeitos, e poderíamos escrever várias coisas sobre isso.

      Me desculpe se você se sentiu ofendida, mas precisamos levar as coisas com mais bom humor.

      Excluir
    5. Vc falou "os franceses" quer dizer todos. Morei 9 anos e meio no Brasil e 7 anos em Portugal convivendo somente com Brasileiros. Eu vi muitas coisas erradas mas jamais sai metendo a boca nos brasileiros, mesmo depois duma dessa que vc aprontou agora nao vai mudar a minha visao sobre os brasileiros, gente que presta e nao presta, têm em todos os lugares. Bricadeiras tem limites mas nao acho que isso foi uma brincadeira falando do jeito que vc ta falando e vendo os comentarios que eu li. Infantilidades, até do meio de pagamentos meteram a boca. Que que tem se a gente compra no cartao o no cheque ? o dinheiro é de vcs por um acaso ? Pelo menos, nos pagamos as nossas contas, nao como muita gente no Brasil que compra fiado para dar o golpe nos vendedores.

      Excluir
    6. Olá Antonio,
      Eu escrevi um post para você logo antes.. vc vai entender melhor meu ponto de vista.
      Abraço

      Excluir
    7. Elisabeth Picquet

      O blog é dele, o ponto de vista é dele e ele posta que o que ELE quiser. Ademais, ele criticou mas também falou qualidades. Mas você só queria que tivesse qualidades no seu país? Quer tapar o sol com a peneira? Acha que nenhum estrangeiro critica/observa as diferenças culturais dos locais em que vão? Deixe o egocentrismo (e o mau humor) de lado e leve o texto na esportiva. Seu país é maravilhoso, mas QUALQUER estrangeiro (não só brasileiros) irá se chocar com certas diferenças culturais, achar estranho ou engraçado, isso é tão natural... Faz parte!

      Jerry, gostei bastante do seu blog, só tinha visto o blog no início logo quando você criou... mas todos os posts estão bem interessantes, principalmente este (polêmico) kkkk.

      Beijos

      Excluir
    8. Sophie Artym, por incrivel que pareça, eu acho mais suportavel o fedor de um ônibus lotado em Recife do que cheiro habitual da école em que eu estudo aqui na França! E sempre parece que so nos (brasileiros) percebemos o quão desagradavel o cheiro é, mas ja me disseram que os franceses percebem, mas não ligam.

      Excluir
    9. Anaísa,
      Eu fiz um mochilāo no Brasil no ano passado com meu companheiro francês.. vimos muito esgoto aberto, muito lixo, passamos por rodoviárias horrendas, vimos muitas coisas que jamais você encontrará na França, como crianças sujas drogadas caídas no chāo, animais vivos apodrecendo, feiras imundas, mas eu e eles temos o bom senso de compreender as causas de cada situaçāo. Nunca na vida ele pensou ou comentou algo depreciativo sobre nada. Conversamos com a devida profundeza em relaçāo aos problemas de cada um de nossos países, mas sem afirmar verdades racistas e grosseiras, desnecessárias. Em nenhum momento quando falamos do Brasil enfatizamos o mau cheiro que sentimos em tantos lugares ou vindos de tantas pessoas. Nosso Brasil nāo se limita aos nossos amigos de universidade ou passageiros de um ônibus central. Vamos relativizar, pensar antes de falar, manter o bom humor, mas sempre com respeito. Boa estada na França.

      Excluir
    10. Agora quem esta deixando de relativizar é você. Eu estou comparando ambientes equivalentes: o meio universitario. Nunca vi uma cantina ou uma sala de aula que fedesse na universidade que estudo no Brasil. Nenhum dos brasileiros aqui consegue frequentar o café da école, que é um local que fica cheio depois do almoço e fedendo a suvaco. Mesmo assim, entendo a revolta, um dia vi pessoas do sudeste brasileiro dizendo que Recife fede. Fiquei indignada, mas a verdade é que Recife tem cheiro de mar e de mangue.

      Excluir
  44. Acrescento:
    - Sair no meio de uma aula para ir no banheiro é falta de educação, assoar o nariz fazendo o maior barulho possivel, não.
    - Adoram cheques. Foi a primeira vez na vida que eu vi pessoas da minha faixa etaria (20 e poucos anos) tendo talões de cheque. Se brincar, eles usam mais cheque do que cartão de credito.

    ResponderExcluir
  45. Falta a versão em francês para que os franceses leiam. Quero ver a receptividade de algo assim, como o pseudoblog do francesinho lá.

    ResponderExcluir
  46. As suas observações confirmaram as minhas, com exceção dos franprix e monoprix da vida que abrem aos domingos, ainda que por poucas horas.

    Os ingleses vivem melhor do que os franceses e o centro do mundo é Londres, rs...

    ResponderExcluir
  47. Ola Sophie, nao se preocupa nao, convivi muito no meio dos brasileiros,em Portugal e no Brasil. Muitos deles sao hj como uma familia para mim e nao é por causa de meia duzia que o ponto de vista bom sobre o Brasil e os brasileiros vai mudar. Pelo contrario, tenho certeza que se eu mostrasse essa bobagem para eles, tb ficariam indignados

    ResponderExcluir
  48. Faltou dizer que a língua francesa é a irmã pobre de todas as línguas descendentes do Latin.

    Se originou como dialeto nos "guetos" europeus e é pobre gramaticalmente.
    Simples por assim dizer...

    Adoram dizer que é "chique" e "charmoso" falar francês...
    Não entendo todo esse "glamour" com esse "dialeto"... rs...

    Abraços!

    ResponderExcluir
  49. Gente, a Elisabeth Picquet vai ter um "troço"! Kkkkkk...
    Querida, entenda que ninguém é obrigado a achar a diversidade cultural ou costumeira de um país diferente normal. Você mesma tem citado, talvez sem perceber, vários aspectos brasileiros que você acha diferente. Sabe por quê? Porque é diferente mesmo.
    Você não é daqui, você é de outro país, outro mundo podemos dizer. É mais que natural você encontrar coisas que para você são absurdas e para nós é normal... comum, nem percebemos.
    Você percebe porque não é brasileira e o seu costume (e cultura) é diferente.
    Eu acho que você é muito nervosinha, se ofende por pouca coisa.
    Uma coisa que talvez você não tenha percebido no Brasil é que somos muito tolerantes, inclusive com estrangeiros chatos, como você. Não se cospe no prato que comeu. Se você acha o Brasil ruim, então não venha mais aqui, ou se mora aqui, vai embora. Você é só mais uma estrangeira insignificante no nosso meio.
    Fico com pena porque na França tem pessoas muito legais e aí vem uma pessoa como você para "queimar o filme".
    Vai ser feliz juntos aos ratos do metrô de Paris e deixa de falar baboseira... O Antonio não ofendeu ninguém, assim como Olivier também não nos ofendeu. Quem sabe interpretar um texto, o que parece não ser o seu caso, entendeu bem as colocações dele e todos nós sabemos que é verdade e é por isso que você está zangadinha.
    Tudo bem, pode ser que uma ou outra coisa não seja regra para todos, mas a exceção é rara.
    Você tem um filho franco-brasileiro de 14 anos... Nós, brasileiros, estamos com vergonha de você por ele! Coitado...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. hahahahaha, eu, meu filho e muitos amigos meus que temos vergonha de gente tao baixa que nem vc. Antes de falar de ratos em Paris, sera que nao têm ratos no Brasil tb nao ? Pq se vc falar que nao tiver, é mentira. Eu nao saio falando mal do Brasil mas vcs que saiem falando mal dos franceses. Vcs ficam xingando uma naçao enteira mas vcs nao querem sem ofendidos ? 2 certo ? Nao, me xingou, respondi. Até que se vc olhar o meus post la em cima, vc pode perceber que nao sou a favor da França mas nao admito que poem todo mndo no mesmo saco. No post do Antonio ta ai a palavra "os franceses" que quer dizer todos sem exepçao, se vc na percebeu isso entao vai na escola aprender o português, seu matuto. Tb, que seja o blog do Antonio ou nao, vcs nao tem direito nenhum de falar essas merdas que vcs falam pq isso se chama de discriminaçao. Vcnao sabe nada da minha vida, vc nao sabe se eu tenho o lado mais para francesa do quebrasileira entao o que que vc vem falar da minha vida. Falando em cuspir no prato que comeu, acho que sao vcs ai quem estao cuspindo no prato que comeram. Por sua informaçao, eu nao moro mais no Brasil ha 4 anos e se eu morasse, c nao tem nada a ver com a minha vida. As minha contas pago eu. Tb em post nenhum fiquei falando mal nem do brasil, nem dos brasileiros como vcs estao falando. Somente eu falei "poderia falar mas eu nao vou pq nem todos sao iguais" tb falei "num bairro que eu conheço no Brasil" isso nao se refere a todos os brasileiros mas vcs se referem a todos os franceses sem exeçao. Realmente, o meu filho tem vergonha de vcs, por causa de gente ignorantes que nem vcs, nem no Brasil nao quer voltar. Somente vcs nao sabem interpretar as coisas por vcs serem analfabetos

      Excluir
    2. Pronto.Falei.lol: Aqui nāo existe espaço para mandar ninguém embora. Mude seu tom.

      Excluir
    3. Hahahahahahahahahahahaha!!! Infartem, mulherada louca!

      Excluir
  50. Item " 35. As mulheres francesas são muito bonitas, mas são todas loucas."

    temos a prova viva disso nos comentários desse post. duas provas vivas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anonimamente... curtiu seu comentário!

      Excluir
    2. Su! VocÊ tem toda razão e de mais a mais acredito que ele tenha dito doidas, doidinhas. Mas, a que aqui comenta é louca de pedra mesmo!

      Excluir
  51. Adorei a 56! Pura verdade, e até gosto que seja assim.

    ResponderExcluir
  52. E então, após todo esse cruzamento de balas perdidas, posso apostar que nem o Olivier nem o Antonio previram essa enxurrada de sandices dos internautas.
    De um lado um francês que mal conhece o Brasil e fala de Brasil com pretensão de propriedade intelectual e social. De outro lado, um gozador que conseguiu dividir opiniões dos próprios brasileiros.
    No final, o assunto vai servir de tese para psicólogos, sociólogos, professores e antropólogos. É, porque ambos os lados (internautas) estão dando um show de civilidade !
    Há os que sequer leram o texto do francês e discordam do texto do brasileiro, há os que concordam veementemente com o francês, esses, a maioria nunca pisou aqui na França, nem nunca sentiu na pele o ranço colonialista, nem percebe o quanto esse texto inocente (!!??) está sublinhado de “je sais tout”.
    Nem vou mais me dar ao luxo de comentar alguns itens, mas aconselharia sem pestanejar à qualquer francês, um estágio no Brasil. Eles aprenderiam sobre generosidade, tolerância, alegria, hospitalidade, humildade e higiene pessoal. Aconselharia também aos brasileiros, um estágio na França, para aprenderem sobre compromisso e seriedade. Mas isso se todos pudessem encontrar as pessoas certas em ambos os países...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quem está falando com propriedade e categorizando é a senhora, Cristina. Você talvez esteja muito imersa entre os brasileiros na França para nāo detectar claramente o humor francês no texto do Olivier. Ele deixou muito claro que sāo suas IMPRESSÕES pessoais sobre o Brasil, é o Brasil visto pelos seus olhos, e em nenhum momento depreciou nada. Ele disse "No Brasil se" e nāo "Os brasileiros sāo". Essa subtilidade faz toda a diferença. Como eu disse ao Antônio, a brincadeira é válida, mas tem limites.. falar que um povo fede é algo muito grotesco. No Brasil pessoas precisam aprender que nem tudo o que vem na cabeça precisa ser dito, apontado, pois isso gera falsos preconceitos, discórdias ou agride. Eu fico até triste em ler alguém dizer que o Brasil é um exemplo de higiene.. triste por saber que a realidade é bem diferente e triste por ver que as pessoas nāo assumem nossos próprios problemas a fim de muda-los. Rodoviárias horrendas, cuspes, cheiro de xixi, lixo, esgotos abertos, poluiçāo visual, mendigos usando crack vivendo na rede de esgotos. Que liçāo de moral você pretende dar a um Francês? Sejamos solidários e amigos entre povos, pois precisamos uns dos outros. Nāo precisamos criar conflitos pobres baseados em achismos e futilidades.

      Excluir
    2. Creio que você está ultrapassando o meu direito de me expressar, além de ter fugido das aulas de interpretação de textos na escola. Creio também que em não me conhecendo você faz afirmações agressivas. Eu é quem pergunto, que moral você tem pra me dirigir a palavra nesse tom como se fossemos amigas de infância ? você me conhece ? te faz mal que alguém discorde do seu ponto de vista ? Que moral ou quem te deu o direito de fazer afirmações a meu respeito ? não acha que como os outros está dando um show de “civilidade” ao se dirigir à mim dessa forma ? por acaso eu fui pessoal ? por acaso te ataquei ? Francamente, você perdeu a oportunidade de ficar calada. Estou exercendo o meu direito de me expressar e você vai ter que suportar querendo ou não. Se me conhecesse teria muita vergonha do que escreveu a meu respeito. Faça uma gentileza para ambas, não responda ao que escrevo, não me interessa a tua retórica.

      Excluir
    3. Cristina, de onde você tirou que a Sophie te desrespeitou? Ela está sendo extremamente clara e respeitosa no comentário dela, ela discordou de você (eu também discordo de você, aliás, e concordo plenamente com a Sophie, que soube dizer exatamente o que eu penso) mas não creio que em nenhum momento ela te desrespeitou, não foi agressiva nem te tratou como "amiga de infância". Aliás, ela foi agressiva ou te tratou como amiga de infância? Das duas uma, não?
      Quem está sendo agressiva é você, Cristina, na boa.
      Eu nem conheço a Sophie, só estou dizendo isso porque estou vendo que tem muita gente aqui atacando ela por ela ter discordado, com educação e ARGUMENTOS, de algumas coisas que foram escritas aqui.

      Excluir
    4. O objetivo, esse, deprezado.
      Pois é Carol, não me lembro de ter me dirigido à Sophie a não ser para sinalizar que ela está deselegantemente invadindo o meu direito de me expressar. Assim como você. O que tenho que te provar ou te explicar ? Francamente, faça por favor a mesma gentileza, preserve o seu direito de não ser atacada, é simples, basta respeitar o meu.

      Excluir
    5. Cristina, desde quando discordar de você é te impedir de se expressar? Se você vem aqui expor sua opinião em publico, porque não podemos expor a nossa a respeito do que você escreveu? Ou so pode falar quem concorda com você?
      Eu nao pedi pra voce provar nada, você veio aqui e expôs sua opinião publicamente, teve gente que discordou, é assim que funciona. Não estou te desrespeitando simplesmente por discordar de você.

      Excluir
  53. Eu acho que você fez um erro de interpretação crucial do post do Olivier : falar "Aqui no Brasil..." e "Os Brasileiros são..." não e a mesma coisa... Pena, o tom fica muito diferente.
    Por exemplo, falar que todas as mulheres Francês são loucas fica bem ofensivo... Em nenhum momento o Olivier generalizou desse jeito.
    Existe uma fronteira sutil entre comentarios e generalização, que você não entendeu muito bem.

    Nos comentarios do post do Olivier, procura uma resposta de Juliana Vidal. A lista e muito mais inteligente.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Na boa, me diga o que é diferente entre: "Na frança as mulheres são loucas" e "As francesas são loucas". Eu não vejo diferença.

      Você vê diferença apenas pq tem esse comparativo. Se não tivesse escrito assim, ainda iria reclamar pq vc não concorda. Apenas se prendeu a essa característica do texto para refutar o texto. O que é seu direito não gostar. Mas assuma: não concordo. Só isso já basta =D

      Abraço

      Excluir
    2. Beleza, não vou nem discutir mais : se você não entendeu essa diferença de tom entre os dois textos, não ha nada que eu posso fazer. Só acho uma pena, mesmo.

      Excluir
    3. Mr S: finalmente alguém teve o bom senso de comentar sobre o mesmo que comentei desde o meu primeiro post. Dizer "No Brasil se.." tem um sentido muito diferente de dizer "Os franceses sāo..", e esse ponto aparentemente sutil dá um tom direcionado, pesado, quase um contra-ataque e mata qualquer tentativa de fazer humor. Enquanto brasileira nāo me ofendi com o Oliveir, pois em nenhum momento senti que ele estivesse generalizando.. eu senti saudades e achei aquela graça gostosa desses traços culturais que ele comentou e que eu identifico entre algumas pessoas. O Antônio, por sua vez, é um cara muito educado e legal, que escreveu coisas muito coerentes tb sobre a França, mas eu realmente acho que ele nāo usou o mesmo jogo com as frases, como o Olivier, generalizando suas observações para todos os franceses. Minha outra crítica nāo é a este texto em si, mas aos brasileiros e todos os povos que falam uns dos outros comentando coisas depreciativas como "francês fede", "português é peludo", "francês nāo escova os dentes", "negros fedem", "todo brasileiro é ladrāo", "brasileira é puta".. etc.. esse tipo de coisa gera racismo e preconceito contra indivíduos vindos de um cada país.
      Eduardo: para o seu comentário eu digo.. "não concordo".

      Excluir
  54. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cara, eu sou Francês, sai da França para viajar ha 6 anos, moro em BH ha um ano, e sou o primeiro a criticar os Francês, a França, etc. O primeiro.
      Agora, vou utilizar o mesmo exemplo que pus no meu post em cima do seu : falar que as mulheres Francesas são loucas é, na sua opinião um comentário inteligente, construtivo, e que demostra de uma certa curiosidade da cultura visinha? Ou e simplesmente uma generalização imbécil?
      Me fala : onde no texto do Olivier viu uma coisa tão ofensiva?
      Essa resposta ao texto do Olivier e imbecil, e foi obviamente feita rapidamente, sem pensar, e na único motivo de responder mesmo, e ganhar uma "fama virtual".
      Mais uma vez : nos comentarios do post do Olivier, procura uma resposta de Juliana Vidal. Leia ela, e veja a diferença.

      Excluir
  55. Gostei bastante do texto Tom.
    Sobre esses comentários todos, é normal.
    Alguns mais histéricos e descontrolados que outros.
    Falam tanto de civilidade e não se comportam como pregam. Vi maiores ofensas nos comentários desmedidos e extremamente emocionais (e não racionais) que nos textos (seu e do Oliver).

    Os pontos de vista foram feitos com o que conviveram. É muito fácil você se incomodar com algo que você não vê. Muitos dos pontos do Oliver foram levantados por um lugar específico que ele estava e é generalizado como do país inteiro.

    Vocês devem levar em conta que a extensão territorial do Brasil faz com que seus Estados sejam como se fossem os países, então cada povo de um Estado tem uma cultura. Mas como estamos todos unidos pela Nação, levamos na esportiva os comentários, mesmo que regionalistas.
    Sobre os "brasileiros" que estão ofendendo o proprio povo em favor aos franceses (o que não faz o menor sentido essa disputa uma vez que não é o objetivo do texto): não me surpreende em nada vocês acharem o brasil ruim e a frança melhor. A grama do vizinho sempre é mais verde. Adoramos nos criticar e achar que o que vem fora é o que deve ser valorizado.
    Todo lugar tem defeitos. Aqui temos vários. Na frança também. Nos demais países também. Essa diferença de "No Brasil" e "brasileiros" é balela (conversa fidada) para dizer que o texto é ofensivo só porque vocês não gostaram. Só mostra que vocês realmente valorizam mais fora que aqui. Aos franceses que se ofenderam com os comentários: cresçam! Se fosse para ofender, o texto seria diferente.
    Sempre que se fala de nossos "defeitos" é ofensivo. SEMPRE! O que deve ser levado em conta é a intenção do que está sendo dito. Se você interpreta de outra forma, é porque você quer ver dessa forma.
    Abraço para todos e vamos deixar de frescura. É um texto descontraído. Vamos interpretá-lo dessa forma.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A diferença basica do seu texto que tenta ser uma resposta mas para mim é uma tentativa fracassada de copiar a ideia de um estrangeiro, coisa que deveria ate ser inclusa no texto super interessante do Olivier, é que, diferentente dele, voce nao viveu a cultura francesa como deveria ter feito na oportunidade que vinvenciou. Visto seu tom de generalizaçao. Ninguem é igual a ninguem, e as diferenças devem ser respeitadas. Eu nao me senti ofendida com o Olivier, diferente do seu texto, que me ofende na medida que meu marido é francês r nao representa metade do que vc fala, alias, a frança nao representa. Abra sua mente! O Brasil ou a Fran ou qualquer outro pais/nacionalidade tem suas caracteristicas culturais, e nosso papel como viajantes é respeitar tais diferenças, pois nao existe a certa ou errada.

      Excluir
    2. Alias toma essa dica : não traduza o seu texto em Francês, pois você vai realmente perder amigos assim :)

      Excluir
    3. Alias acho que vc dveria alterar o nome o lead do seu blog, pois pelo visto vc faz/pensa o contrario do que ele diz. É lindo o discurso, mas nao é para qualquer um.

      Excluir
    4. Gente, não entendo o porquê de tanta revolta.

      O resto do Brasil faz várias piadas pesadas sobre a Bahia, inclusive na televisão, e ninguém aqui fica revoltado por causa disso... É preciso aprender a rir de si mesmo!

      Vocês têm todo o direito de discordar do que eu escrevi, não existe verdade absoluta, mas apenas pontos de vista contados de maneira bem humorada...

      obs.: Eu fiz uma versão em francês, e quase todos os meus amigos e outros franceses gostaram e se divertiram, apesar de não concordarem com todos os itens.

      Excluir
  56. 55. Franceses adoram criticar, mas odeiam ser criticados.
    Isso resume todo essa confusão nos comentarios.

    ResponderExcluir
  57. Sei la, morei 2 anos na França e vivenciei muito dessas observações e acho que isso é a riqueza de viajar. Apesar de acontecer mesmo, não deixo de ir para a França por achar que isso é um fator cultural, muitas situações geravam ate piadas entre nós, mas não quer dizer que é certo nem que é errado!!!!!
    Basta conviver com as diferenças e aprender para aproveitar melhor a viagem.....

    ResponderExcluir
  58. Gostaria q vc fizesse uma lista dessa falando sobre os EUA...Califórnia...Flórida....Nova York,mas adorei sensacional...a gente vive ridicularizando o Brasil e achando q lugares como a Europa os caras são perfeitos.

    ResponderExcluir
  59. Coitados dos belgas, são motivos de piadas na França e na Holanda. Gostei do texto. Vejo que algumas coisas são caracteristicas dos europeus ocidentais. Moro na Holanda ha 6 anos e aqui muito do que vc reparou na França é so copiar e colar para a Holanda.
    abraços

    ResponderExcluir
  60. E agora, você tem o mesmo coragem do Olivier? Escreva isso em francês. É nada para passar suas observações e basteiras entre brasileiros- ou pessoas quem falam português, sou americano- Olivier fez isso em português pro brasileiros. Se Olivier escrevesse em francês sobre brasil, ninguém no brasil leria.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amigo, você navegou pelo meu blog? Há uma versão em francês há dois dias...

      Excluir
    2. legal! não vi...pardonnez-moi

      Excluir
  61. 9. A carne de boi na França, no entanto, é horrível.

    Eu venho duma região da França que se chama Bourgogne, ja ouviu falar? Là, temos uma raça de boi que se chama Charolaise, que da uma carne excelente, qualquer um que ja comeu vai poder te falar. Essa carne exporta no mundo inteiro, inclusive no Brasil.
    Acho bom se documentar um pouco antes de escrever esse tipo de coisas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ótimo, vou adorar experimentar essa carne, deve ser boa mesmo :)

      Nunca estive em Bourgogne, mas se algum dia eu for lá, vou lembrar do seu conselho.

      Minhas observações foram baseadas em MINHAS experiências, a partir de onde eu tirei o MEU ponto de vista. Como a maioria das carnes que eu comi na França eu não gostei, eu formei a minha OPINIÃO sobre isso. Ninguém é obrigado a concordar e nada do que está escrito é uma verdade absoluta ;)

      Excluir
  62. Adorei seu texto, moro na França há 3 anos, meu namorado é Frances e concordo com a maioria das coisa q vc fala. Mostrei para ele e em momento algum ele se sentiu ofendido, ele até concorda com varios itens (mts coisas eu msm já tinha falado com ele ;) ) e achou graça. Tds essas pessoas q ficam te criticando nao tem mais o q fazer, pois se nao gostaram do q vc escreveu é simples, só parar de ler, ninguem obrigou essas pessoas a lerem... É preciso entender q o q vc fez foi uma satira dos frances (ou da França se preferirem), mostrando algumas situacoes q sao diferentes para nós brasileiros e q mts vezes causam estranhamento. Enfim, achei otimo seu texto, ignora os comentarios negativos q vc recebeu :P.
    PS: Vc devia passar esse texto pro ingles, adoraria compartilhar com alguns amigos estrangeiros q tenho aqui na França, eles iam morrer de rir!!!

    ResponderExcluir
  63. Perfeito só não concordo com o 46 pq o Br é igualzeenho kk
    vou fazer um sobre Itália e Portugal tbm

    e foi mt simpatico com o metro de Paris, pq eu sinceramente acho que aquilo é um albergue que cheira xixi

    beijo

    Jéssica Redivo

    ResponderExcluir
  64. Olá! Adorei seu texto! Não faz muito tempo que eu morei no norte da França e muita coisa que vc escreveu me fez lembrar dos momentos que eu passei lá (alguns de muita raiva por sinal haha)
    Acho que como vc mesmo disse, nem tudo aqui é muito ruim e nem tudo lá é perfeito! Gostei muito mesmo do texto! Parabéns!

    ResponderExcluir
  65. Oi, Antonio. Gostei muito do seu texto, você falou de forma bem humorada de aspectos positivos e negativos a respeito de sua experiência na França. Sinceramente, não entendo a razão de algumas pessoas fazerem tanto barulho por causa do seu posto. Continue escrevendo.
    A reação de algumas pessoas aqui me inspirou a escrever sobre liberdade de expressão. Seguem abaixo algumas poucas linhas sobre o que eu penso em relação a esse furdunço.
    A liberdade de expressão é o direito de manifestar o pensamento de forma livre.
    A liberdade de expressão é direito fundamental assegurado em nossa Constituição, direito da personalidade intrínseco a qualidade de ser humano e que concretiza do princípio da dignidade humana posto que por meio dela viabiliza-se a interação do indivíduo com uma sociedade democrática. Sem a garantia de tal liberdade estaríamos retrocedendo a um Estado regido pela censura, o que não merece guarida em nosso ordenamento que prima pela democracia, é esta liberdade que protege a própria sociedade de arbitrariedades, quando alguém tem a sua liberdade tolhida não somente sofre o indivíduo, mas também toda a sociedade que perde em não debater e discutir ideias e informações.
    A sociedade civil deve se educar no sentido de zelar por um debate livre e aberto no qual o embate de ideias seja possível e, mais que possível, seja respeitoso, ampliando-se assim o acesso a informações aos cidadãos o que, por sua vez, permite uma participação real e efetiva na vida pública de uma sociedade.
    A liberdade de expressão e a democracia estão intimamente ligadas, limitar esta liberdade seria negar a experiência de desfrutar uma genuína e legítima democracia.

    ResponderExcluir
  66. O motivo para tanta polêmica sobre seu texto está justamente na falta de interpretação do texto. As pessoas vêem uma certa palavra e já se sentem ofendidas sem nem terem entendido o que estava escrito.
    Eu não conheço a França pessoalmente e por isso não posso concordar com tudo, mas concordo com muitas coisas pois meu noivo é francês e também tenho vários amigos e conhecidos franceses que se portam de forma parecida.
    Gostei do seu texto assim como gostei do texto escrito pelo Olivier e não me senti nem um pouco ofendida com o que foi dito, nem pelas palavras grosseiras usada pela Elisabeth. Opinião é opinião e seria bom que fossem respeitadas.

    ResponderExcluir
  67. Otimo post ! Moro na Franca à 5 anos, e quase fiz um igual em resposta ao frances :)

    mas nao concordo com duas coisas :

    o item 9 : a carne da Franca é 200x melhor que a carne brasileira... inclusive, as melhores churrascarias do Brasil usam carne de gado de raça francesa (como o limousin, e mais raramente o Aubrac)... é claro ,se a gente so come carne de supermercado, so vai comer "merda" hehehe mas comprando em uma boucherie bacana, e pagando um pouco mais caro, nunca mais apreciamos a carne do gado "brasileiro"...

    e o item 52 : os casais quase se comem na rua ! nos parques as pessaos deitam em cima das outras, se agarram e por ai vai....

    poderiamos adicionar ainda : que para o frances a hierarquia é muito importante... a propia lingua ja estabelece relaçoes hierarquicas (como o tu e o vous, que nao tem nada de educaçao, é pra mostrar quem manda huahuaua)... até mesmo pequenos ataques cotidianos sao normais, um reflexo para mortrar quem esta a cima e tals....

    mas eu adoro a Franca, moro em Lyon, a cidade do meu coraçao hehehe

    Abraços

    CH

    ResponderExcluir
  68. Eu gostei muito do seu texto! Sou casada com um Parisiense e ele realmente é um metido! Mas meu metido favorito.... Eu vim parar aqui por amor, vivo do amor que me fez largar um bom emprego no Brasil, família, casa, vida! Para recomeçar aqui, escrevendo uma história a cada dia. É verdade que a gente observa muito mais quando vê algo de fora, ou quando passamos tempo suficiente sozinhos para fazer isso. Eu passo muito tempo sozinha aqui, mesmo casada. Como vejo que muitos franceses fazem, eles tem uma independência fascinante e chocante ao mesmo tempo, diferente da generalidade brasileira.
    Enfim, parabéns pelo texto! Se me permite apenas discordar, na realidade não discordar inteiramente mas apenas dizer que nunca reparei na mesma coisa que você talvez. Eu particularmente acho que no Brasil se desperdiça comida muito mais que aqui. Volta e meia vou jantar na casa de amigos, ou mesmo dos meus sogros e a comida é contada! Conta exata do que se vai realmente comer, nada se joga fora! É tudo muito bem apresentado nos pratos e numa quantidade pequena, suficiente para o consumo daquela refeição. Você acha mesmo que existe o desperdício? O que te levou a essa observação? Seria interessante escutar suas histórias!

    Bisous

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Karinna,

      Interessante seu ponto de vista sobre o desperdício. Talvez isso varie de cidade para cidade.

      Na casa dos outros de fato nunca vi ninguém desperdiçar comida (que eu me lembre), no entanto nos restaurantes eu via meu amigos franceses desperdiçarem com uma certa frequência. Outros amigos brasileiros também notaram isso.

      Abraço

      Excluir
  69. Arrazou!! O bom humor textual só podia partir de um conterrâneo. Diferente da maioria aqui não conheço nada da França, mas foi muito bom saber dessas coisas... Vou passar a ler mais esse blog... Adorei!

    ResponderExcluir
  70. Eduardo, sou da mesma opinião que você, e acrescento, interpretar erradamente o texto do Antonio seria até aceitável se partisse dos franceses, mas brasileiros empunhando bandeira fica um pouco complicado. Basta perceber a carga de gozação que ele imprimiu.

    A forma com que se vê e lê depende do que você tem como referencial. Quando o Antônio fala da carne, eu há muitos anos atrás acreditava nisso, até perceber que o gado brasileiro é em parte originário do gado francês. Mas vejamos, sou quase vegetariana, como posso julgar tal coisa ?
    (Já morei em países onde uma folha de alface era raridade e poucos compreendiam essa minha necessidade).

    Quando o Antonio fala que as francesas são todas loucas, é claro que ele exagerou, mas vejamos, elas são mesmo muito diferentes de nós brasileiras e as vezes para um homem brasileiro é dificil compreender como elas funcionam, até nas amizades. Eu diria que os homens franceses são muito complicados, mas não conheci todos para poder fazer uma amostra estatística ! Posso apenas dizer que dos casais franco-brasileiros que conheci ao longo da minha vida na França, existem mais fracassos do que longos casamentos. É claro que os incautos e maus interpretadores de texto já devem estar coçando a cabeça pensando, quem disse que casamentos entre brasileiros são perfeitos ?

    Quanto a questão de higiene pessoal, vamos ser lisos, somos bem mais higiênicos, Os franceses (os mais velhos) não vêem a higiene corporal da forma como vemos. Criaram seus filhos com esses mesmos hábitos ou a falta de. Mas os das ultimas gerações (anos 60 pra cá) começaram a transformar essa realidade, um pouco devagar mas mais próxima da nossa cultura. No quesito higiene social ficamos devendo e muito. Mas há ratos e excremento de animais nas ruas da França e em Paris vemos muita sujeira nas ruas. No rio Senna por exemplo é comum ver as tais canetes de coca-cola boiando. Franceses tiveram que aprender “na marra” sobre higiene social depois que foram quase dizimados por 2 epidemias de peste. E se algum desavisado vai discordar vou ter que revelar que sou Dra em sanitarismo, com pesquisa de campo na Sibéria e na França. Não preciso ser ensinada a esse respeito embora não saiba tudo.

    Essa questão da escovação dos dentes, franceses não tem esse hábito (o de escovar os dentes após as refeições) mas dentes estragados com 40 anos é claro que foi uma grande gozação. Dentistas franceses (em geral) não tem a mesma qualidade profissional que muitos dos nossos dentistas, a prova é que os brasileiros aqui preferem fazer tratamento dentário no Brasil... e não é só por causa dos preços. Assim, inúmeros franceses tem se evadido para Hungria, Brasil e Rússia para tratarem dos dentes. Os que não tem condições financeiras pra isso e não tem a famosa mutuelle, tem que ser valer dos dentistas dos hospitais públicos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ainda para o Eduardo:
      Franceses usam desodorante sim, mas alguns não gostam e se desculpam dizendo que causa cancer. Fumam muito sim, mas há os que não suportam cigarros, raros mas existem.

      Os anti-depressivos são os “remédios” mais vendidos no país. Ah e o índice de suicídios de jovens está entre os maiores do mundo. Claro, não é divulgado pela mídia.

      Não concordo com o Antonio quando ele fala das operadoras de telefone, as nossas no Brasil além de caras são péssimas. A internet então nem se fala. Em matéria de telecomunicação a França deu um salto do ano 2000 pra cá.

      Está percebendo a diferença de conversarmos entre brasileiros sobre o assunto ? é claro que o Antonio exagerou e muito se formos levar algumas questões à sério. Mas sabemos que tudo não passou de gozação. Acho que ele se saiu bem na brincadeira. Vide as reações.

      O meu inconformismo está apenas nas respostas e intervenções totalmente idiotizadas de alguns jovens brasileiros, que em vêz de utilizarem seu tempo lutando pela melhoria do país, estão dando um show de vira-latice. Dizer que um texto como o do Olivier é sensacional, genial, emocionante, como se fosse uma tese (mau fundamentada) de sociologia sobre um país de dimensões continentais onde ele conhece apenas BH, é aterrador. Me sinto lendo as pérolas dos vestibulares. Não houve um francês sequer que julgou o texto do Antonio como o “ultimo palavra” da antropologia francesa. Porquê não é.

      A música francesa atual com raríssimas exceções é de má qualidade, não é nem “questão de gosto” a ser julgada, é constatação mesmo. Mas vejamos, a juventude do nosso país herdou os grandes nomes da MPB e da época da ditadura, onde os compositores tinham que “dizer sem estar dizendo” para que a música fosse aprovada pela censura. Isso gerou criatividade, qualidade. E música é atemporal. Ou ela é boa ou é ruim. Como disse o Antonio, para a juventude francesa o que é antigo é ruim.

      Quanto ao desperdício de comida, nessa o Antônio errou feio ! bem ao contrário, aqui se coloca no prato o que se consome, sem os exageros gastronômicos do Brasil.

      Enfim, Antônio desculpe se fagocitei o teu espaço aqui. Mas acho que essas ofensas pueris já ultrapassaram os limites. Abração !

      Excluir
  71. Ola Antonio,

    Eu sou de Paris e morei um pouco no Brasil.
    Cara, parabéns para o seu trabalho eu ri muito :D
    Claro que tem algumas coisas que você exagerou, mas sempre com respeito e bom humor, obrigado.
    A final, quando vamos para outro pais é sempre para achar algo diferente e isso é bom.
    Agora, deixa eu perguntar ... fedemos tanto assim? haha

    Abraço :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Radoine!

      Obrigado pelo bom humor e por ter levado na brincadeira!

      É claro que nenhum item deve ser generalizado, pois em qualquer país existe gente de todos os tipos e comportamentos!

      Abraço

      Excluir
  72. Adorei o bom humor, dos dois! Ri muito!
    Bom humor é tudo nessa vida! Parabéns! ;)

    ResponderExcluir
  73. Quanta bobagem...

    Pode ter certeza que os canais de TV criticam sim o o governo, e são poucas as estações que fedem ou estão em mal estado.

    Se for pra refutar tudo, então só fazendo outro artigo.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...