Facebook Scripts

adSense

domingo, 2 de julho de 2017

Belgrado - Sérvia

Uma definição para Belgrado? Surpreendente! Sem dúvida alguma a capital da Sérvia vai surpreender e agradar qualquer visitante com uma das melhores vidas noturnas da Europa, paisagens deslumbrantes, pontos turísticos, uma história muito marcante e presente, culinária saborosa, o drink local ‘Rakija’ (Delicioso) e o melhor de tudo, pouquíssimos turistas.

Tire um dia para ficar em um ritmo bem tranquilo e curtir o Parque Kalemegdan, passear pelo forte, conversar um pouco com os moradores locais que vão passear com suas famílias no parque, conhecer o artesanato local através dos vários vendedores que ficam no parque e finalizar o dia com uma incrível vista do por do sol sobre o encontro dos rios Sava e Danúbio.

A atual capital da Sérvia já foi capital da antiga Iugoslávia, já participou de inúmeras guerras e foi bombardeada, tudo isso em um passado bem próximo. Além de ser uma das mais antigas cidades da Europa, com ao menos 7.000 anos de existência, foi ocupada pelos Celtas, Império Bizantino, Império Otomano, Império Austro-Húngaro, conquistada por mais de 40 exércitos e reconstruída 38 vezes. É muita história nessa cidade.

Vista do Parque Kalemegdan e o encontro dos rios Sava e Danúbio
Este post foi escrito por um grande amigo, Felipe, que fez uma viagem incrível pelo Leste Europeu, passando por várias cidades sensacionais, e escreveu alguns ótimos posts para o Blog contando sua experiência e dando ótimas dicas para quem pretende viajar para lá. Confiram!


Onde ficar

As principais atrações estão concentradas no centro. Recomendo ficar hospedado próximo à rua de pedestres Kneza Mihaila . É possível encontrar hospedagens a curtas caminhadas das principais atrações, restaurantes, casas de câmbio e mercados, assim é possível economizar uma grana e fazer tudo andando, ganhar tempo e conhecer mais coisas. Sem falar que a rua tem movimento praticamente 24 horas por dia, então se torna uma região bem segura e com muitas opções.

Fiquei hospedado no albergue Hedonist Hostel, que fica a duas quadras da rua de pedestres. O albergue não é novo mas é bem arrumado, confortável e a equipe é muito atenciosa. Além de ajudar nos roteiros e indicações, ligar e reservar um traslado para Budapeste, nos deram uma deliciosa garrafa de Rakija caseira como presente. Os quartos não são grandes, mas há muitos banheiros e a área comum e a cozinha são separadas, o que torna os quartos silenciosos. Outro ponto muito legal é que o acesso ao hostel é feito através de um código no portão e tem alguém lá 24 horas por dia. Também há hotéis na cidade, mas prefiro os albergues por serem mais baratos e melhor localizados.

Clique aqui para conhecer o Hedonist Hostel


O que comer e onde comer

Como todo o Leste Europeu, a cidade possui uma excelente gastronomia. A comida é bem similar às outras cidades que foram parte da antiga Iugoslávia. O restaurante que mais gostei é o Tri šešira (Three Hats), que fica no bairro boêmio. A comida é deliciosa e bem servida, o atendimento é excelente, os garçons cantam e tocam música ao vivo em alguns momentos para animar os clientes. Comemos o Cevapi (bem tradicional em todo o Leste Europeu) e um prato de porco empanado e recheado com queijo, muito gostoso.

Ao chegar a Sérvia, não se esqueça de provar a Rakija, o delicioso drink local. A bebida é um pouco forte, cerca de 40% de álcool e pode ser feita de ameixa, damasco ou uva, mas a mais comum é a de ameixa. Essa bebida é um orgulho para os sérvios, então não ouse recusar quando alguém oferecer a você, pois eles consideram uma ofensa.

Porco empanado e o tradicional Cevapi


Seguro Viagem

Na Europa, países signatários do acordo Schengen exigem seguro com cobertura mínima de 30 mil euros para qualquer viajante. São eles: Alemanha, Áustria, Bélgica, Dinamarca, Eslováquia, Eslovênia, Espanha, Estônia, Finlândia, França, Grécia, Hungria, Islândia, Itália, Letônia, Lituânia, Luxemburgo, Malta, Noruega, Holanda, Polônia, Portugal, República Checa, Suécia e Suíça.

No banner abaixo, disponibilizamos um comparador de Seguros da Real Seguros, através dele, você pode comparar o custo e os itens cobertos de várias seguradoras diferentes. (Ou clique aqui para ler nosso post sobre seguro viagem)




O que fazer

Os principais atrativos da cidade são culturais e a vida noturna. Então tenha muito cuidado na hora de montar seu planejamento, pois muitas vezes é difícil calcular o tempo que será gasto dentro de um museu, e te garanto que pode demorar bastante. Recomendo pelo menos 3 dias na cidade para conseguir visitar os principais lugares com calma e curtir a noite na cidade. Abaixo estão algumas que considero indispensáveis:

Kalemegdan

Um gigantesco parque as margens do Rio Sava e Danúbio, onde está localizado o Forte de Belgrado e algumas outras atrações. É o maior e mais importante parque da cidade, e no local são celebrado eventos importantes da cidade, além de exposições e festivais.

Dentro do complexo de Kalemegdan há muitos pontos remanescentes que estão abertos a visitações, como o Monumento da Vitória, muralhas e torres (Torres Sahat e Nemanja), antiga casa de banho turca Haman, tumba de Damad Ali Pasha’s, ruínas do castelo, antiga cozinha militar, Igrejas Ruzica e Santa Petka, vários portões, galerias, zoológico, observatório e planetário, Museu militar, Museu de História Natual e fontes.

Além de ser um excelente lugar para apreciar o por do sol, o parque é gratuito e fica aberto 24 horas por dia.

Parque Kalemegdan

Parque Kalemegdan

Entrada do Forte no Parque Kalemegdan

Parque Kalemegdan

Pôr do sol no Parque Kalemegdan


Forte de Belgrado (Belgrade Fortress)

Devida a sua localização estratégica, sobre uma colina que visualiza o encontro dos rios, o local foi um ponto militar muito importante para a cidade. As primeiras construções do complexo foram realizadas pelo Império Romano no final do Século I, muralhas e um forte para a proteção da cidade e abrigo de uma legião do exército, cerca de 6 mil homens. O forte foi nomeado de Singidunum. Já no Século II, o Imperador Tito Flávio substituiu a madeira por pedras nas construções. No ano de 441, o forte foi devastado pelos Hunos.

Ao longo do tempo, o complexo foi modificado e ampliado. Na alta idade média foi determinada a construção de uma grande muralha em volta do Forte. No século XII, foi construído um novo castelo.

Entrada do Forte de Belgrado

Forte de Belgrado

Forte de Belgrado

Área subterrânea do Forte de Belgrado

Torre Jaksic


Monumento da Vitória (The Victor Monument)

Construído no ano de 1928, pelo escultor Ivan Meštrović, o monumento foi feito para comemorar a vitória da Sérvia durante as Guerras dos Balcãs e Primeira Guerra Mundial, sobre os Impérios Otomano e Austro-Húngaro.

É uma das atrações mais visitadas da cidade e está localizada dentro do Forte Kalemegdan. O monumento possui 14 metros de altura e no topo da coluna está uma estátua em bronze de um homem com falcão na mão esquerda e na outra uma espada. A estátua fica de frente para o encontro dos Rios Sava e Danúbio.

Vista de frente do Monumento da Vitória

Monumento da Vitória


Museu militar (Military Museum)

O museu foi fundado no ano de 1878, através de um decreto do Príncipe Milão Obrenovic IV, mas a primeira exposição só foi realizada no ano de 1904. Durante a Primeira Guerra Mundial, o prédio que abriga o museu foi destruído pelas forças Austro-Húngaras, junto com inúmeras obras importantes. Foi novamente reaberto no ano de 1937. Durante a Segunda Guerra Mundial, uma parte da coleção foi novamente destruída e alguns itens foram roubados pelos Alemães. O museu foi reaberto em 1944, ano que foi novamente destruído pelos bombardeios.

Atualmente o museu conta com uma coleção com mais de 3000 itens, que representam a história militar desde a colonização nos Balcãs até o século XX. As obras são todas rotuladas na língua sérvia, nos alfabetos cirílico e latino. Algumas também estão em inglês. Além das obras internas, há na área exterior do museu vários tanques, canhões, artilharias, minas e outros veículos e objetos de guerra.

O museu está localizado dentro da Fortaleza de Kalemegdan e é uma das atrações imperdíveis do local. Apesar de ser apenas um prédio, é uma exposição muito longa e demorada, reserve ao menos 3 horas para percorrer o local.

Artilharia na área externa do Museu Militar

Tanques do Museu Militar

Bomba e embarcação do Museu Militar

Armas expostas no interior do Museu Militar

Armas e uniforme


Igreja Ruzica (Ruzica Church)

É uma igreja ortodoxa dedicada à Mãe de Deus e está localizada dentro do Forte de Belgrado. Na região existiu uma igreja com o mesmo nome, mas foi destruída em 1521, durante a invasão dos Otomanos. A nova igreja foi construída em um prédio que originalmente era usado para armazenamento de pólvora. Em 1867 o forte foi reconstruído e foi adicionada uma torre com sino ao prédio, tornando-se a Igreja Ruzica. A igreja foi muito danificada durante a Primeira Guerra Mundial, mas o arquiteto russo Nikolay Krasnov a reconstruiu em 1925. Na porta foram adicionadas duas estátuas de bronze, representando um cavaleiro medieval e um soldado da Primeira Guera. Em seu interior, as paredes possuem pinturas do artista russo Andrej Bicenko.

Igreja Ruzica

Interior da Igreja Ruzica

Porta da Igreja Ruzica


Igreja St. Petka (St. Petka’s Church)

A Igreja foi construída no ano de 1937, no mesmo local onde existia uma antiga capela para Santa Petka (Paraskevi). Os restos da santa foram armazenados na antiga capela até o ano de 1521, quando foram removidos. Na igreja atual, ainda é possível encontrar a mão da santa.

Ambas as capelas foram construídas sobre uma nascente considerada milagrosa. Os fiéis vão à igreja para lavar seu rosto com a água dessa nascente, que acreditam ter o poder de curar doenças.

O seu interior é diferente da maioria das igrejas e as paredes não são pintadas. No lugar de tintas, os arquitetos que fizeram a igreja representaram as imagens com pedras e pastilhas, sendo um trabalho bem interessante.

Quando a igreja estava sendo construída, foram encontrados durante as escavações os ossos dos soldados sérvios que lutaram durante os anos de 1914 a 1915.

Igreja St. Petka

Igreja St. Petka

Interior da Igreja St. Petka

Interior da Igreja St. Petka


Rua de pedestres do Príncipe Miguel (Kneza Mihaila)

A Rua Kneza Mihaila é uma zona de pedestres, ou seja, a rua é fechada exclusivamente para os pedestres. Então as pessoas podem andar por seus quase 1 quilômetro sem se preocupar com veículos, apenas observando os prédios antigos, fontes, vitrine das inúmeras lojas e as milhares de pessoas que circulam por aí diariamente. Outro ponto que atrai muitos visitantes por lá é a proximidade com o Kalemegdan.

Há todos os tipos de lojas, restaurantes, cafés, bares e vendedores ambulantes por lá. É um excelente local para compras, já que você encontra quase tudo na rua. Achei um ótimo lugar para comprar souvenires e os preços em Belgrado são muito mais baratos em relação ao Brasil, então as lojas provavelmente serão bem atrativas. Não posso opinar sobre isso porque não entrei em nenhuma.

Para os que se interessam por arte, a rua é uma excelente escolha. Na rua há galerias de arte, há quadros sendo vendidos na rua e muita música. Em várias esquinas há músicos tocando diversos instrumentos e dançarinos.

Durante os meses de novembro e dezembro, a rua fica toda enfeitada para o natal.

Rua de Pedestres Kneza Mihaila

Rua de Pedestres Kneza Mihaila

Decoração de natal da Kneza Mihaila


Museu de Nikola Tesla (Nikola Tesla Museum)

Aberto ao público desde Dezembro de 1952, ainda no período da Iugoslávia, o Museu de Nikola Tesla possui a mesma exibição permanente de 1955, mas com o tempo foi modernizado e hoje é totalmente interativo e moderno, mantendo sempre presa a atenção dos seus visitantes. Nunca tinha visto grupos de crianças se divertirem e prestarem tanta atenção dentro de um museu.

A entrada do museu da direito a um tour guiado pelos experimentos de Tesla, que também podem ser visitados sem guia, mas assim perderá a explicação e não poderá participar dos experimentos.  Os experimentos são interessantes, como acender uma lâmpada fluorescente sem conectar em nada, através da bobina de Tesla ou operar um barco a controle remoto.

O museu foi construído em uma casa de 1927, em uma área residencial, projetada por um arquiteto Sérvio, Dragiša Brašovan. Como Tesla passou parte de sua vida nos Estados Unidos, o material para exposição teve que ser enviado de Nova Iorque para Belgrado, e se foi possível com a ajuda de seu sobrinho Sava Kosanović.

O museu possui em seu acervo mais de 160.000 documentos originais, mais de 2.000 livros, 1.200 exposições técnicas, 1.500 objetos técnicos, instrumentos ou fotos e mais de 1.000 projetos e desenhos de seus inventos.



Skadarlija - Bairro boêmio (The Bohemian Quarter)

Atualmente uma das regiões mais visitadas de Belgrado, o bairro boêmio é uma das principais regiões da cidade, pois concentra um grande número de bares e restaurantes, além de uma vida noturna bem agitada.

Os primeiros registros são de 1830, quando ciganos se instalaram em barracas ali. Em 1854, as barracas foram construídas por construções de tijolos e em 1872 a rua ganhou o nome atual. Mas somente após a demolição do Dardaneli em 1901 que o bairro começou a se tornar boêmio. Os seus antigos convidados passaram a frequentar as kafanas (restaurantes sérvios típicos) em Skadarlija, atraindo um grande número de atores e escritores. No início do século XX já existiam 15 kafanas, incluindo Tri šešira ("Three Hats"), Dva jelena ("Two Deer") e Zlatni bokal ("The Golden Chalice"), que ainda estão abertos.

Além dos restaurantes e bares, no local há antiquários, um museu e lojas de souvenires. Dedique um tempo para conhecer a excelente gastronomia da cidade e curtir uma música ao vivo, seja nas mesas no meio da rua ou nos ambientes internos.

Restaurantes do Skadarlija

Indicação da direção dos bairros boêmios em outras cidades e na Lua

Restaurantes do Skadarlija

Restaurantes do Skadarlija


Templo São Sava (Temple of St. Sava)

Conhecida por muitos como Catedral de São Sava, devido ao seu tamanho, é o maior templo ortodoxo da Europa. Foi construído para homenagear São Sava, fundador da Igreja Ortodoxa Sérvia e o local para sua construção é o mesmo onde foram cremados os restos mortais de São Sava, tornando-se assim um dos templos mais importantes da Sérvia.

No ano de 1895 foi constituída uma sociedade que se encarregaria da construção da nova catedral da cidade. Inicialmente foi construída uma pequena igreja no local e no ano de 1905 foi realizado um concurso para escolher o projeto que seria realizado. As primeiras propostas foram recusadas e devido às guerras, o concurso foi suspenso, sendo retomado apenas em 1926, ano em que o projeto do arquiteto Aleksandar Deroko foi escolhido.

O Bispo Gavrilo Dožić-Medenica lançou a pedra fundamental e em 1935 a construção foi iniciada. Porém, a construção foi interrompida em 1941 por causa da invasão sofrida pela Iugoslávia. Somente em 1984 foi retomada a ideia de continuar a construção e um novo arquiteto foi definido e todo o projeto foi refeito. A obra foi parcialmente concluída em 2009, após a instalação dos sinos. Porém, o interior ainda não foi concluído e a construção foi suspensa para arrecadação de fundos.

Templo de São Sava

Templo de São Sava

Interior do Templo de São Sava

Interior do Templo de São Sava

Interior ainda em obras do Templo de São Sava


Igreja de São Marcos (St. Mark’s Church)

Construída no ano de 1940, no estilo servo-bizantino, a igreja ortodoxa sérvia é uma das maiores do país e foi construída no mesmo lugar que uma antiga igreja de 1835. A igreja original foi construída toda em madeira e durante a Primeira Guerra Mundial foi destruída por tropas austríacas, sendo reconstruída em 1917. Por causa do aumento da população de Belgrado, foi elaborado um projeto de uma nova igreja, que foi construída durante os anos de 1931 a 1940. Por causa da Segunda Guerra, não foi possível a conclusão da igreja, sendo finalizado apenas em 1948.

Igreja de São Marcos
 
Interior da Igreja de São Marcos

Interior da Igreja de São Marcos


Dicas Úteis

Para viajar a Belgrado ou a partir de Belgrado, uma excelente opção é o serviço de transfer. Algumas empresas que fazem esse serviço de traslado e te buscam no hotel e deixam no hotel do destino. Muita comodidade né? E a diferença de preço para o ônibus é muito pequena, às vezes até fica mais barato, pois você precisará se deslocar para a rodoviária ou estação de trem e depois para o hotel. Pesquise antes e converse com alguém onde você estiver hospedado;

Se ficar mais de 24 horas na Sérvia, é obrigatório que o seu hotel o registre na polícia e te entregue um comprovante. Ao cruzar a fronteira para deixar o país podem te cobrar esse papel, sujeito a multa e dor de cabeça para quem não tiver;

É muito importante ter um mapa para andar pela cidade. Pode ser de papel, no celular, o que achar melhor. Muitos nomes de ruas estão no alfabeto local, bem diferente do nosso, e geralmente os endereços são no nosso alfabeto, gerando certa dificuldade para achar as coisas;


Gostou do post? Compartilhe este post com seus amigos! Convide-os para uma bela Eurotrip!

Curta também nossa página Facebook e esteja sempre por dentro dos melhores roteiros e dicas de viagem:
A Riqueza de Viajar (Clique para conhecer)


Siga-nos também no Instagram: @ariquezadeviajar

Confira também os posts relacionados

Eurotrip - Primeira Vez na Europa - Nunca foi à Europa e quer primeiro conhecer as cidades do roteiro mais tradicional? Confira essas dicas!
Sarajevo - Bósnia e Herzegovina - A cidade passou por inúmeras guerras e hoje atrai a atenção de milhares de turistas. Você já deve ter ouvido falar de Francisco Ferdinando (Franz Ferdinand).
Kotor - Cidade medieval bem pequena em Montenegro. Ótima para visitar em um ou dois dias.
Dubrovnik - Uma cidade medieval à beira do mar com uma bela muralha.
Zagreb e os incríveis lagos Plitvice - Outros lugares da Croácia que você vai adorar.
Liubliana - A capital da Eslovênia vai te surpreender.
Bled - Cidade da Eslovênia que possui um lago incrível.
Bratislava - Confira tudo sobre a linda capital da Eslováquia.
Praga - Cidade mais famosa do Leste Europeu. Não pode faltar na sua Eurotrip.
Budapeste - À margem do Danúbio, Budapeste costuma uma das preferidas dos viajantes ao Leste Europeu.
Cracóvia - Além do mais famoso campo de concentração da Segunda Guerra, Auschwitz, há um monte de coisas interessantes para conhecer.
Viena - A linda cidade que respira música.
Paris - Essa é a cidade mais visitada do mundo. Se você ainda não foi. Vá!
Todos os posts sobre a França
Todos os posts sobre a Itália
Todos os posts sobre a Grécia


Navegue um pouco por nosso índice que certamente você vai encontrar a cidade que procura ou alguma história divertida para relaxar ;)
Índice de Posts com Roteiros, várias cidades e muito mais



Mais algumas fotos:





Comente com o Facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...