Facebook Scripts

adSense

domingo, 28 de maio de 2017

Sarajevo - Bósnia e Herzegovina

Uma cidade fora dos roteiros tradicionais da Europa, principalmente de pessoas que possuem mais de 30 anos, por terem assistido a cenas de guerra nos anos 90, Sarajevo é ideal para os amantes de história, principalmente as histórias de guerra. A cidade possui um histórico muito recente de guerras, que pode ser observado até hoje ao andar pelas ruas, principalmente nas regiões mais antigas, com prédios bombardeados e furados por tiros que não foram restaurados.

A cidade é a capital da Bósnia e Herzegovina e possui em torno de 400 mil habitantes. Foi fundada em 1461 pelos otomanos e se tornou umas das mais importantes cidades Balcãs. Foi anexada ao Império Austro-Húngaro no ano de 1878, onde começou seu desenvolvimento industrial. Participou das Primeira e Segunda guerras mundiais, onde teve grande importância para o seu início. No ano de 1992 tentou se tornar independente da Iugoslávia, mas os sérvios fizeram um cerco à cidade e começou uma guerra que durou até 1995, sendo encerrada após um acordo de paz assinado em Dayton, pelo presidente Alija Izetbegović.


Talvez o fato histórico considerado o mais importante de Sarajevo foi o assassinato do Arquiduque Francisco Ferdinando, herdeiro do Império Austro-Húngaro em 28 de Junho de 1914. Francisco e sua esposa, Sofia, que estava grávida de gêmeos, foram mortos por Gavrilo Princip logo após cruzar a Ponte Latina, em uma esquina da cidade. Esse fato foi considerado o estopim necessário para iniciar a Primeira Guerra Mundial.

Por ser uma cidade que respira história, uma das principais fontes na economia de Sarajevo é o turismo, que atrai muitos turistas para conhecer um pouco da sua história. Outro ponto que atrai muitos turistas é o fato da cidade reunir 4 religiões, católica, ortodoxa, islâmica e judaica, sendo apelidada de “Jerusalém da Europa”.

Fonte Sebilj e uma mesquita ao fundo
Este post foi escrito por um grande amigo, Felipe, que fez uma viagem incrível pelo Leste Europeu, passando por várias cidades sensacionais, e escreveu alguns ótimos posts para o Blog contando sua experiência e dando ótimas dicas para quem pretende viajar para lá. Confiram!


Onde ficar

As principais atrações estão concentradas no centro, onde recomendo ficar hospedado. É possível encontrar hospedagens a curtas caminhadas das principais atrações, restaurantes, casas de câmbio e mercados, assim é possível economizar uma grana e fazer tudo andando, ganhar tempo e conhecer mais coisas.

Fiquei hospedado no albergue Hostel Franz Ferdinand, que fica na rua ao lado da Catedral. O albergue foi todo restaurado e está todo novo. O hostel é em um prédio e é como se fossem vários apartamentos com vários quartos e uma cozinha. Isso é ótimo porque as cozinhas ficam a disposição somente dos hóspedes do “apartamento”, então não fica muito cheio. A cozinha é equipada com vários utensílios e algumas coisas grátis, como pão, ovo, temperos e outros pra usar a qualquer hora. Também há hotéis na cidade, mas prefiro os albergues por serem mais baratos e melhor localizados.

Clique aqui para conhecer o Hostel Franz Ferdinand


O que comer e onde comer

Sem dúvida alguma esse foi o melhor lugar da viagem pra comer. Também não vi nada de diferente dos outros lugares, mas a comida em todos os lugares que fui era muito gostosa e bem farta. A única coisa diferente foi o suco de romã, que não conhecia ou tinha visto em nenhum outro lugar. Pra quem gosta de doces, muito cuidado ao andar pelas ruas no centro, pois há inúmeros cafés e docerias com enormes vitrines, repletas de doces diferentes, coloridos e muito convidativos. Impressiona qualquer um.

Uma excelente indicação que tive pra conhecer a comida local foi o Nanina Kuhinja (Nana’s Kitchen). É um pequeno restaurante que fica no centro da cidade, mas com um cardápio bem interessante e comida deliciosa. O ambiente é super agradável, apesar de pequeno e o atendimento foi excepcional. Os pratos são bem servidos e acabamos nem conseguindo comer tudo no almoço. Pedi uma entrada de polenta com sour cream, deliciosa. Como prato principal pedimos o Bosnian Pot (Feito de vitela, carne e batatas) e o Eggplant moussaka (Camadas de ovo e carne), ambos pratos locais muito saborosos. Como bebida, provamos o suco de romã, típico da região e uma cerveja local que não recordo o nome.

Suco de romã, polenta com sour cream, Bosnian Pot e Eggplant Moussaka

Uma noite fui a uma pequena lanchonete, Merak. Lá fazem pizzas e Bureks deliciosos e de vários sabores. As pizzas são vendidas em fatias ou inteiras. Eles usam uma estratégia muito boa pra convencer os clientes a entrar. Quando acabam de assar uma pizza, eles abrem a janela que fica ao lado e um funcionário fica abanando a pizza para o cheiro sair pra rua. Realmente funciona e você sente o cheiro muito antes de ver o lugar. Não tem como passar direto e não parar pra provar, o cheiro é muito bom.

Uma excelente opção de lanche no final da tarde é ir ao Caffe slastičarna Badem. Logo na porta você já vai ver uma vitrine repleta de doces, ao entrar no lugar, vai ver muito mais opções. Lá eles servem bebidas quentes e geladas, como cafés, cappuccinos, drinks de chocolate ou café. Provamos uma bebida de chocolate e um cappuccino, muito bons. Também comemos tortas de amêndoas e pistache com chocolate. As duas são excelentes, mas a de pistache é uma das melhores tortas que já comi na vida. Comprei uma caixa de doces e trouxe para o Brasil, eles montam na hora com as opções que você quiser. Alguns são bons e outros nem tanto, recomendo provar antes de pegar. Eles oferecem pra provar antes de colocar na caixa.

Burek, Torta de amêndoa e torta de pistache


Seguro Viagem

Na Europa, países signatários do acordo Schengen exigem seguro com cobertura mínima de 30 mil euros para qualquer viajante. São eles: Alemanha, Áustria, Bélgica, Dinamarca, Eslováquia, Eslovênia, Espanha, Estônia, Finlândia, França, Grécia, Hungria, Islândia, Itália, Letônia, Lituânia, Luxemburgo, Malta, Noruega, Holanda, Polônia, Portugal, República Checa, Suécia e Suíça.

No banner abaixo, disponibilizamos um comparador de Seguros da Real Seguros, através dele, você pode comparar o custo e os itens cobertos de várias seguradoras diferentes. (Ou clique aqui para ler nosso post sobre seguro viagem)




O que fazer

A cidade é cheia de atrações interessantes e é preciso no mínimo 2 dias inteiros pra conhecer tudo, sendo 3 dias o recomendado. A maior parte das atrações está concentrada no centro, então dá pra conhecer muita coisa de uma só vez. Abaixo estão algumas que considero indispensáveis:

Fonte Sebilj (Sebilj Fountain)

Um dos principais símbolos de Sarajevo, a Fonte Sebilj é uma fonte de madeira construída no ano de 1753 por Mehmed Pasha Kukavica, seguindo um estilo Pseudo-Otomano. Foi instalada no centro da Praça Bašcaršija, uma das principais de Sarajevo, e tinha como função distribuir água gratuitamente aos viajantes que passavam pela cidade.

A fonte foi reconstruída diversas vezes e a última modificação foi feita pelo arquiteto Austríaco Alexander Wittek, em 1891. Onde a fonte teve a sua posição original alterada, sendo movida para um pouco acima da posição original.

Foram construídas três réplicas da Fonte Sebilj. Uma foi doada pela cidade de Sarajevo a cidade de Belgrado, na Sérvia, no ano de 1989. Outra foi doada a cidade de St. Louis, nos Estados Unidos, por uma comunidade Bósnia em comemoração ao aniversário de 250 anos da cidade. A terceira réplica foi doada a cidade de Novi Pazar, na Sérvia, também pela cidade de Sarajevo.

Uma dica muito importante ao visitar esse ponto turístico é ter cuidado com os pombos que dominam a Praça Bašcaršija. São tantos pombos que a praça passou a ser conhecida como a Praça dos Pombos. Então, tome muito cuidado para não sair todo sujo de lá, afinal, os pombos não respeitam ninguém.

Fonte Sebilj
 
Praça dos Pombos

Os donos da praça

Mesquita de Gazi Husrev Bey’s (Gazi Husrev Bey’s Mosque)

Desde a sua construção, por volta de 1531, a Mesquita de Gazi Husrev Bey’s é a maior e mais importante mesquita da Bósnia e Herzegovina e uma das principais estruturas do período Otomano na região dos Balcãs.

Durante o período de 1521 a 1541 (Não foi um governo contínuo), a Bósnia foi governada por Gazi Husrev Bey, um governador Otomano que fez uma série de doações à cidade de Sarajevo, trazendo melhorias e desenvolvimento a cidade. Entre as principais doações estão a construção da Mesquita de Gazi Husrev Bey’s, uma casa de banho pública (hamman), um mercado (bezistan) e escolas islâmicas primárias e secundárias (maktab e madrasa).

No local da mesquita há também uma grande fonte na entrada, dois mausoléus onde em um deles estão os restos mortais de Gazi Husrev e um local onde os homens se lavam antes de entrar na mesquita. Atravessando a rua, onde funcionavam as escolas, há um museu contando toda a história do governador e da mesquita, uma grande biblioteca e uma escola muçulmana.

Entrada da área da mesquita

Fonte

Detalhes da fonte

Entrada da mesquita Gazi Husrev Bey’s

Interior da Mesquita Gazi Husrev Bey’s

Torre do Relógio (Sahat Kula / Sarajevo’s Old Clock Tower)

Construído no século XVII pelo governador Gazi Husrev, a torre do relógio é uma das mais altas construções da Bósnia e Herzegovina e fica ao lado da Mesquita de Gazi Husrev Bey’s. No ano de 1697, foi destruída por um incêndio durante a invasão de Eugene of Savoy mas foi restaurada. Foi novamente destruída no ano de 1762, sendo restaurada novamente.

Atualmente é a única torre de relógio pública no mundo que utiliza o horário lunar, diferente do horário que utilizamos. Dessa forma, ao se olhar para a torre e ver as horas se tem a impressão que a torre não está marcando o horário correto. Esse sistema de tempo é utilizado para ajudar os muçulmanos a saberem o horário de suas orações. Para manter esse sistema é necessário calibrar o relógio a cada 3 dias. O mecanismo utilizado no relógio ainda é o mesmo que foi importado no ano de 1875 da empresa britânica Gillet & Johnson.

Torre do relógio

Torre do relógio

Antiga Igreja Ortodoxa (Old Orthodox Church)

Uma das mais antigas construções religiosas de Sarajevo, a Igreja dos Santos Arcanjos Miguel e Gabriel, também conhecida como Antiga Igreja Ortodoxa, foi mencionada pela primeira vez nos registros do Império Otomano no ano de 1539. A igreja já foi queimada muitas vezes, mas em todas foi totalmente reconstruída de forma a manter a forma e aparência originais.

A igreja armazena o maior tesouro sacro das igrejas ortodoxas da Bósnia, repleto de relíquias e objetos antigos. Também possui um museu no seu espaço, que foi fundado em 1889 e conta com uma grande coleção de itens de valor, como roupas sacras, quadros, relicários, coroas e outros itens sacros.
Não é permitido tirar fotos no interior da igreja ou museu.

Fachada da Antiga Igreja Ortodoxa

Fachada da Antiga Igreja Ortodoxa

Bastião Amarelo (Yellow Bastion)

O bastião foi construído durante o Império Otomano para a proteção da cidade. Construído inicialmente para ser uma fortaleza e utilizar canhões como arma, foi construído próximo aos acampamentos Jajce e o reservatório de água Jekovac. Após a invasão de Eugene of Savoy em 1697, perceberam que o bastião existente não era suficiente para proteger a cidade e decidiram construir o Bastião Amarelo. Dizem que tem esse nome por causa da pedra amarela que foi usada em sua construção. Após a conquista de Sarajevo pelo Império Austro-Húngaro, o bastião perdeu sua função.

Atualmente o local oferece uma das melhores vistas da cidade aos visitantes. Esse local era utilizado para disparar um tiro de canhão no por do sol durante o Ramadan, ritual que hoje foi substituído por fogos de artifício.

Vista do Bastião

Vista do Bastião

Catedral do Sagrado Coração (Sacred Heart Cathedral)

Fugindo um pouco do mais comum de se ver em Sarajevo, que são as várias mesquitas, praticamente uma em cada esquina, temos uma construção cristã, a Catedral do Sagrado Coração. É a maior catedral da Bósnia e Herzegovina. Sua construção foi finalizada em Novembro de 1887 e seu projeto foi feito pelo arquiteto Josip Vancaš, seguindo o estilo Neogótico, com elementos Romanescos.

Em seu interior, a catedral conta com um altar principal, altares laterais, afrescos, vitrais, órgão, além de imagens sacras e outros símbolos religiosos.

Recentemente, em 2014, foi inaugurada uma estátua do Papa João Paulo II na entrada da catedral. A estátua 3 metros de altura e foi uma homenagem ao papa que rezou inúmeras vezes na tentativa de paz na Bósnia.

Catedral do Sagrado Coração

Interior da catedral

Vitrais da catedral

Ponte Latina (Latin Bridge)

A Ponte Latina foi construída durante o Império Otomano, sobre o Rio Mijacka, e é a ponte mais antiga e importante da cidade. Se tornou o lugar mais visitado pelos turistas que vão a Sarajevo por ter sido o último lugar onde o arquiduque do Império Austro-Húngaro Franz Ferdinand, passou antes de ser morto por um estudante sérvio. Logo após cruzar a ponte, o herdeiro do trono Austro-Húngaro foi morto em uma esquina, junto com sua esposa Sofia, que estava grávida de gêmeos. Esse incidente foi considerado o estopim para a Primeira Guerra Mundial. Atualmente há um mini museu (Uma placa e alguns painéis com fotos) na esquina onde o arquiduque foi morto.

Ponte Latina sobre o Rio Mijacka

Ponte Latina sobre o Rio Mijacka

Túnel da Esperança (Tunnel of Hope)

Durante o período do cerco a Sarajevo, os habitantes não tinham como sair da cidade ou ter contato com o mundo exterior. Então os membros do exército e alguns voluntários se uniram e por 6 meses construíram a mão um túnel de 800 metros, com 1 metro de largura e 1,5 metros de altura.

Esse túnel era utilizado para transportar armas e munições para os soldados, depois também foi utilizado para a fuga de civis, abastecer a cidade com comida, combustível e energia. Por ser a única fonte de esperança de sobreviver, o túnel foi apelidado de Túnel da Esperança.

Atualmente o que restou do túnel, pouco mais de 20 metros, funciona como um museu onde as pessoas conseguem ver um pouco sobre o cerco que Sarajevo sofreu e conhecer mais sobre a história local.


Edificações destruídas pela Guerra

Uma boa opção é andar pelas ruas da cidade e observar os prédios que foram danificados pela guerra recente. No centro histórico os prédios foram restaurados, mas uma breve caminhada no entorno já é suficiente para encontrar algumas construções. Existem alguns prédios que são conservados danificados após serem bombardeados, mas acabei não visitando.

Prédios danificados por tiros durante a guerra

Prédios danificados por tiros durante a guerra

Prédios danificados por tiros durante a guerra

Prédios danificados por tiros durante a guerra

Rua Kazandžiluk

Essa pequena rua fica na Praça Bašcaršija e é excelente para conhecer alguns produtos locais, principalmente feitos de cobre e souvenires. As lojas são feitas para turistas, então os preços não vão ser os melhores mas há bons produtos e vale a pena dar uma conferida. Os produtos mais comercializados são os feitos de cobre, como bandejas, moedores de café, conjuntos de café, adagas e narguilés. Entre os souvenires há miniaturas, quadros, imãs, e os mais comuns são voltados para a guerra, como balas de fuzis e miniaturas de equipamentos de guerra feito de aço.

Rua Kazandžiluk

Bandeja e conjunto de chá

Objeto de cobre para fazer e servir café

Museu Alija Izetbegović

O museu é dedicado ao primeiro presidente da Bósnia, após sua independência, Alija Izetbegović. Lá é contada toda a sua história pessoal, a história da independência da Bósnia, o cerco sofrido pela cidade de Sarajevo e o acordo assinado em Dayton por Alija. O museu conta com vários objetos que ilustram toda a história, como fotografias, cartas, livros, armas, e vários outros objetos.

O museu foi instalado em antigas torres de portões da cidade, nas torres Ploča e Širokac. As torres foram construídas no século XVIII e fazem parte da fortificação de Vratnik. Para acessar de uma torre a outra, é possível passar por uma passagem dentro do muro que as liga.

Museu Alija Izetbegović

Acesso a segunda torre do Museu Alija Izetbegović


Dicas Úteis

Caso vá a Sarajevo de ônibus, planeje bem quando vai chegar, pois as rodoviárias não possuem casa de câmbio e a depender do dia e horário, pode não conseguir nada aberto por perto. Cheguei em um domingo à tarde e todos os câmbios por perto estavam fechados, tive que arriscar e andar 1 km até um shopping, único lugar onde consegui aberto, por sorte lá tinha uma casa de câmbio;

Todas as casas de câmbio cobram taxa e o valor é praticamente o mesmo, então não perca tempo fazendo muitas cotações, compare algumas só pra ver se continua assim;

As bancas de jornal e revista vendem os bilhetes para ônibus e tram e geralmente ficam nas paradas dos mesmos;

Não deixe de tomar um café em algum lugar que o sirva em um dos conjuntos de café feito em cobre, bem tradicional na Bósnia;

As coisas nos mercados são muito baratas em comparação com o Brasil, então aproveite pra comer algumas coisas sem se preocupar com o preço;

Recomendo o Museu Alija Izetbegović. Em minha opinião, foi o melhor museu que visitei em Sarajevo;


Gostou do post? Compartilhe este post com seus amigos! Convide-os para uma bela Eurotrip!

Curta também nossa página Facebook e esteja sempre por dentro dos melhores roteiros e dicas de viagem:
A Riqueza de Viajar (Clique para conhecer)



Confira também os posts relacionados

Eurotrip - Primeira Vez na Europa - Nunca foi à Europa e quer primeiro conhecer as cidades do roteiro mais tradicional? Confira essas dicas!
Kotor - Cidade medieval bem pequena em Montenegro. Ótima para visitar em um ou dois dias.
Dubrovnik - Uma cidade medieval à beira do mar com uma bela muralha.
Zagreb e os incríveis lagos Plitvice - Outros lugares da Croácia que você vai adorar.
Liubliana - A capital da Eslovênia vai te surpreender.
Bled - Cidade da Eslovênia que possui um lago incrível.
Bratislava - Confira tudo sobre a linda capital da Eslováquia.
Praga - Cidade mais famosa do Leste Europeu. Não pode faltar na sua Eurotrip.
Budapeste - À margem do Danúbio, Budapeste costuma uma das preferidas dos viajantes ao Leste Europeu.
Cracóvia - Além do mais famoso campo de concentração da Segunda Guerra, Auschwitz, há um monte de coisas interessantes para conhecer.
Viena - A linda cidade que respira música.
Paris - Essa é a cidade mais visitada do mundo. Se você ainda não foi. Vá!
Todos os posts sobre a França
Todos os posts sobre a Itália
Todos os posts sobre a Grécia


Navegue um pouco por nosso índice que certamente você vai encontrar a cidade que procura ou alguma história divertida para relaxar ;)
Índice de Posts com Roteiros, várias cidades e muito mais



Mais algumas fotos:






Comente com o Facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...