Facebook Scripts

domingo, 15 de abril de 2018

Conhecendo Mariana com o Trem da Vale

Mariana é uma cidade histórica de Minas Gerais coladinha com Ouro Preto. Ela foi a primeira capital do estado.

A cidade é bem bonitinha, mas não tem tanta coisa assim para conhecer. A melhor forma é pegar o Trem da Vale, saindo de Ouro Preto e fazer uma visita rápida. A ferrovia é de 1883 e foi completamente revitalizada. Além do caminho proporcionar belas paisagens é uma viagem no tempo.

Se você visitar Ouro Preto, não pode deixar de fazer o passeio do Trem da Vale para Mariana.

O trem da Vale, o caminho e as "Igrejas Gêmeas" de Mariana - Minas Gerais
O trem da Vale, o caminho e as "Igrejas Gêmeas" de Mariana


A cidade, assim como Ouro Preto, foi umas das maiores produtoras de Ouro para o Império Português.

Entre Ouro Preto e Mariana, também está a Mina da Passagem, a maior mina aberta a visitação do mundo.


Como pegar o trem

A passagem de trem da Vale pode ser comprada no site da Vale ou diretamente nos guichês da estação de trem de Ouro Preto. Existem as opções de vagão normal e panorâmico, que é um vagão quase todo de vidro e proporciona uma visão completa.

Clique aqui para ver preços e mais detalhes no site da Vale


Outra opção (que foi a que fiz) é fazer a ida de trem, deixando acertado com algum guia em Ouro Preto para ir de carro e encontrar você lá na estação (de carro é bem mais rápido que de trem). Aí o guia te leva de carro da estação até os principais pontos de Mariana, te explica a História e te traz de volta para Ouro Preto de carro.

Veja abaixo, um vídeo que fizemos do percurso do trem e depois algumas fotos.



O trem da Vale

O moderno vagão panorâmico

O caminho proporciona belas paisagens, como essa

Estação de Mariana



O que conhecer em Mariana

Chegando em Mariana você vai basicamente conhecer a Praça Minas Gerais, onde estão as chamadas "Igrejas Gêmeas", o Pelourinho e a Antiga Casa de Câmara e Cadeia da cidade. Se quiser e der tempo, pode tentar ir em outros pontos, como a Catedral, por exemplo.


Igrejas Gêmeas

As igrejas, que na verdade se chamam Igreja São Francisco de Assis e Igreja Nossa Senhora do Carmo foram erguidas quase ao mesmo tempo, no final do Século XVIII.

As irmandades de São Francisco de Assis e Nossa Senhora do Carmo, associações religiosas formadas por membros da classe alta construíam essas igrejas para demonstrar o seu poder e influência, disputando espaços nobres como o da Praça Minas Gerais. Uma Igreja rica e bonita dava status e poder para as irmandades e consequentemente para as famílias a elas pertencentes.

A Igreja de São Francisco de Assis foi construída no estilo rococó e conta a participação de Aleijadinho e Manoel da Costa Ataíde, respectivamente, maiores escultor e pintor de arte colonial brasileira. Manoel da Costa Ataíde está enterrado nesta igreja.

A Igreja de Nossa Senhora do Carmo também é uma igreja de estilo rococó. O projeto foi do padre Félix Antônio Lisboa, meio‐irmão de Aleijadinho. A igreja só recebeu o dourado em 1826 num projeto de Francisco Xavier Carneiro.

As duas igrejas na Praça Minas Gerais

A Igreja São Francisco de Assis, vista da Casa de Câmara e Cadeia

Interior da Igreja Nossa Senhora do Carmo



Casa de Câmara e Cadeia

O lugar abrigava a Câmara de Mariana e também a cadeia da cidade. No andar de baixo ainda é possível ver grades originais das celas. Hoje, no local, ela funciona apenas como Câmara Municipal, com reuniões uma vez por semana.

Casa de Câmara e Cadeia (branca)

Plenário da Câmara

Aí se reúnem os veradores

No andar de baixo, a antiga cadeia

As grades são originais. Note que elas não têm soldas, mas apenas encaixes

Pelourinho

Pelourinhos eram usados como símbolo de poder do Estado e lugar de punições públicas para criminosos ou escravos. Com o fim da escravidão, a maioria dos pelourinhos do Brasil foi destruída, já que remetiam a uma memória dolorosa que deveria ser superada (o bairro do Pelourinho, em Salvador, por exemplo, não possui mais nenhum pelourinho hoje em dia). O pelourinho original de Mariana foi construído em 1750 e derrubado em 1870, próximo ao fim da escravidão no Brasil. Em 1970, mesmo sendo de necessidade bastante questionável, um novo pelourinho foi construído para restaurar a memória daqueles tempos. O argumento, também questionável, poderia ser que muito tempo já se passou e tudo isso já teria sido superado. O fato é que o novo monumento foi construído e está lá, desta vez apenas com o status de monumento, sem as antigas punições.

Pelourinho de Mariana

Pelourinho com a Igreja São Francisco de Assis ao fundo



Conheça e curta nossa página no Facebook e fique sempre por dentro das novidades:
A Riqueza de Viajar (Clique para conhecer)


Siga-nos também no Instagram: @ariquezadeviajar e no nosso canal no YouTube


Posts relacionados

Roteiro de Viagem - Os Encantos de Minas - Um lindo Roteiro por várias cidades de Minas Gerais.
Inhotim - O maior museu a céu aberto do Mundo fica pertinho de BH.
Belo Horizonte - A organizada e planejada capital de Minas Gerais tem um povo acolhedor e ótima culinária.
Ouro Preto - Ela foi a cidade mais importante do Brasil durante o Ciclo do Ouro e tem um monte de História para contar.
Tiradentes - Cidade histórica de Minas onde possivelmente começou a Conjuração Mineira.
São Thomé das Letras - Para quem gosta de natureza, cachoeiras e lendas.
Campos do Jordão - Quer dar uma esticadinha no passeio por Minas? Campos do Jordão fica no Estado de SP, pertinho do Sul de Minas.
Gramado e Canela - Cidades do Rio Grande do Sul que mais parecem estar na Europa.


Veja todos os Posts Sobre o Brasil
Veja todos os Posts com Vídeos
Veja o nosso índice de Posts

Comente com o Facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário