Facebook Scripts

domingo, 21 de julho de 2019

Lima - Peru: O que Fazer, Onde Ficar, Onde Comer

Quase todo mundo que viaja para o Peru vai para conhecer lugares como Cusco, Machu Picchu e outros tantos lugares desse incrível país, rico em História e belezas naturais.

O ponto de chegada ou partida acaba sendo quase sempre Lima, que é a capital e maior cidade, com a maior quantidade de voos, e você não vai se arrepender de passar alguns dias por lá.

A cidade fica nublada o ano quase inteiro, mas tem a melhor gastronomia da América Latina e muitos lugares incríveis de períodos inca, pré-incas e também a partir da colonização espanhola.

Neste post você vai conhecer algumas das melhores coisas para fazer em Lima, numa viagem curta de 2 a 3 dias.

Catedral de Lima, na Plaza de Armas, a praça principal da cidade - Peru - Dicas, o que fazer
Catedral de Lima, na Plaza de Armas, a praça principal da cidade


Lima foi fundada pelo conquistador espanhol Francisco Pizarro em 18 de janeiro de 1535 e se tornou a capital e mais importante cidade do Vice-Reino do Peru.

A cidade fica no Vale do Rio Rímac e era habitada pelos Quechuas (povo do Império Inca - apenas os imperadores eram chamados de Incas, o povo liderado pelos Incas era chamado de Quechua), que falavam a língua de mesmo nome. No idioma, a letra R, tinha uma pronúncia bastante sutil, que era frequentemente entendida pelos espanhóis como um L. De modo que Rímac, acabou se tornando Limac ou Lyma (como encontrado em documentos antigos), até finalmente evoluir para Lima.

Antes da chegada dos espanhóis, outros povos viveram na cidade, inclusive pré-incas. Os principais foram os de cultura Maranga, Lima e Chancay, até serem conquistados pelo Império Wari, e finalmente, no século XV, pelo Império Inca. Todos esses povos deixaram diversos monumentos na cidade.

Em 1532, os espanhóis, sob comando de Francisco Pizarro, e seus aliados indígenas, tornaram prisioneiro o inca Atahualpa em plena cerimônia religiosa na cidade de Cajamarca e, mesmo com o pagamento de um resgate, este foi assassinado após um julgamento simulado em que foi acusado de heresia e condenado à morte. O fato é considerado o primeiro assassinato político na sociedade peruana. Depois de algumas batalhas, os espanhóis conquistaram o Império Inca e, com isto, a coroa espanhola nomeou Francisco Pizarro como governador das terras, onde decidiu fundar a capital no vale do rio Rímac.

Lima é hoje a terceira maior cidade da América Latina (atrás apenas de São Paulo e Cidade do México). Uma cidade pulsante e por vezes caótica, com um dos trânsitos mais loucos que já vi. A cidade é relativamente segura, comparada ao Brasil, e tem preços parecidos aos de grandes capitais brasileiras.

Os peruanos são muito amáveis e atenciosos. O serviço é ótimo na maioria dos lugares. Tive a impressão de que estão muito mais preparados para o turismo que o Brasil.


Abaixo, um vídeo resumo com o que há de melhor para fazer em Lima e, logo em seguida, nosso texto completo, com mapa e todos os detalhes sobre a cidade:

Lembre-se: se gostar do vídeo, siga a gente no YouTube e veja os outros vídeos do canal =)



Esta viagem que fizemos fez parte de um Roteiro de 19 dias que fizemos por Peru, Bolívia e Chile. Você pode saber mais detalhes sobre esse roteiro clicando aqui.


Onde ficar

O hotel que ficamos, o Antigua Miraflores, tem uma localização estratégica, em Miraflores, o melhor bairro para se hospedar em Lima.

Eles têm uma proposta muito bacana de decoração. É repleto de objetos inspirados em coisas antigas, como uma máquina de costura antiga, ou um lindo abajur da cabeceira, que possui na sua base uma antiga máquina fotográfica, daquelas do tempo da vovó.

O quarto é amplo e confortável. A recepção é 24h, e os funcionários são extremamente preparados e atenciosos.

Clique aqui para conhecer o Hotel Antigua Miraflores

Olha que linda a receptividade. Muito atencioso, não acham?

O quarto que ficamos era enorme

O hotel tem vários cantinhos bonitos como este

Entrada do hotel


Onde comer e beber

Lima tem a reputação de ter a melhor gastronomia da América Latina, e os peruanos se orgulham muito dos seus pratos. Conversando com qualquer um deles, eles vão te sugerir, orgulhosos, diversas opções de pratos e restaurantes.

Um lugar que você tem que ir é o Embarcadero 41, que é delicioso e não é caro. Recomendamos o prato que pedimos, Degustación de Ceviche, que vem com 3 tipos diferentes de Ceviche, acompanhados de milhos e batatas, de espécies diferente do que estamos acostumados.

Num dos dias jantamos no Restaurante Javier, no boêmio bairro de Barranco. Comemos outra comida típica, o Lomo Salteado. A Região do Barranco é muito boa para comer e beber. É como se fosse a Vila Madalena de São Paulo, A Lapa, no Rio de Janeiro, ou o Rio Vermelho em Salvador. Os restaurantes, em sua maioria, são bons e não são caros.

Fomos também em um dos mais badalados (e caros) restaurantes, o Astrid y Gastón. O restaurante é muito bom, mas acho que tem outros tão bons quanto e muito mais baratos. Eles vão tentar te empurrar um menu degustação que custa mais de 400 soles. Mas há opções de pratos bons que custam entre 50 e 100 soles. A entrada com 3 tipos de ceviches custa 98 soles e dá para 2 pessoas.

Degustación de Ceviches, no Embarcadero 41

Lomo Salteado, no Javier

Dois pratos típicos do Astrid y Gastón


O que fazer

Antes de falar sobre cada lugar, é sempre bom ter uma visão geral, e um mapa ajuda muito nessa tarefa.

Abaixo, há um mapa interativo com os locais sugeridos para visitar (você pode dar zoom e clicar nos itens marcados), com os pontos sugeridos para visita em vermelho. No mapa também estão marcados o hotel onde ficamos e as sugestões de lugares para comer que já mencionamos, com os seus ícones correspondentes.



No primeiro dia, nós fizemos um City Tour com a empresa Viajes Pacifico e gostamos muito. O guia Miguel conhece muito da história de Lima e é muito didático. Esse City Tour passa por Miraflores e depois vai ao Centro Histórico.

No outro dia conhecemos lugares como a Huaca Pucllana e o Museu Larco.

Outros pontos que não fomos, mas que certamente valeria a pena se tivéssemos mais tempo são: o Circuito Mágico de las Águas, o Santuario Arqueologico de Pachacamac e o Museu Nacional de Arqueologia, Antropologia e História do Peru.

Miraflores

Miraflores é um dos bairros mais nobres e turísticos de Lima. Ele fica no alto de um barranco, com vista para o mar. Dois locais com ótima vista para apreciar são o Parque del Amor, que possui arquitetura e esculturas inspiradas no Parque Güell, de Barcelona; e o entorno do Farol, que fica no Parque el Faro.

Parque del Amor

Principal escultura do parque: El Beso

Há trechos de poemas de amor espalhados por todo o parque

Vista de Miraflores

Plaza de Armas

É a praça mais importante de Lima. Nela estão a Catedral, o Palacio del Gobierno e edifícios amarelos muito semelhantes. Esses edifícios, e muitos outros na cidade, possuem uma varanda meio coberta feita de madeira, que eles chamam de balcones moros, por causa da influência árabe de sua arquitetura. Portugal e Espanha foram dominados pelos Árabes durante séculos, e eles deixaram uma grande influência nesses países e, posteriormente, em suas colônias.

No Palacio del Gobierno, todos os dias, às 12h, há a troca da guarda, com o seu ritual característico. Parte da troca está no vídeo resumo no início do post.

Edifícios com Balcones Moros

Detalhe de um Balcón Moro

Plaza de Armas com o Palacio del Gobierno ao fundo (lado direito)

Catedral de Lima

A Catedral de Lima, em estilo barroco, já foi reconstruída cinco vezes, em razão de danos causados por terremotos, sempre mantendo o projeto o mais fiel possível ao original, de 1555.

Na suntuosa catedral tem um museu onde se aprende muito sobre a história da conquista pelos espanhóis, e de como Francisco Pizarro se casou com a princesa Inca para incorporar esse império ao espanhol, sem precisar de uma guerra (inicialmente). A cultura inca foi bastante preservada, e a cultura do Peru é uma grande mistura da inca e espanhola. Graças à grande quantidade de prata na região, Lima floresceu e foi a capital e maior cidade da parte Sul da colônia espanhola por muito tempo.

Francisco Pizarro foi assassinado em 1541 e tem os seus restos mortais guardados na Catedral. Inclusive, ele teve os seus restos encontrados 2 vezes! Sim, é isso mesmo! É que após a segunda descoberta, pelos tipos de lesões encontrados e as lesões relatadas sobre o seu assassinato, descobriram que os primeiros restos encontrados jamais poderiam ter sido de Francisco Pizarro.

Essa sala da Catedral conta muito sobre a História da conquista espanhola e de Francisco Pizarro

Restos mortais de Francisco Pizarro

Os painéis mostram como foram as lesões que tiraram a vida de Francisco Pizarro, que teve seus restos encontrados 2 vezes!

Os companheiros da expedição de Pizarro

O quadro mostra ao fundo a Catedral, destruída por um terremoto

Este outro quadro mostra todos os Imperadores do Peru, sejam Incas ou Espanhóis

Lado de fora da Catedral

Basílica e Convento de Santo Domingo

A Basílica e Convento de Santo Domingo é repleta de salas e pátios com uma rica arquitetura e História.

A construção do templo durou cerca de 50 anos, ficando pronta em 1578. A primeira edificação ficou completamente destruída após o terremoto de 1687 e foi reconstruída com paredes mais largas e melhores técnicas para preveni-los, já que são tão comuns na região. A cidade e o Convento ainda sofreram com outros terremotos.

A histórica sala capitular do local foi onde começou a funcionar, no século XVI, a Universidade de San Marcos, oficialmente a Universidade mais antiga das Américas.

Jardim principal do Convento

A enorme biblioteca do convento




Huaca Pucllana

A Huaca Pucllana, que fica no meio do famoso bairro de Miraflores, é uma espécie de templo sagrado em forma de quase pirâmide construída pelos Waris, um povo do período pré inca. Dentro do templo, há restos arqueológicos com evidências de rituais sagrados e o modo de vida desse povo. A entrada custa 15 soles, e as visitas são feitas em grupo, em inglês ou em espanhol.

Lá também há um restaurante muito bom, que você pode ir depois da visita.

A enorme "Pirâmide" feita de adobes, que eram esses tijolos feitos de argila


Representação de um ritual Wari, que frequentemente tinha sacrifícios e oferta de alimentos e folhas de coca

Outra representação de ritual Wari

Representação de Waris fazendo os adobes (ou tijolos de argila)

Museu Larco

O Museu Arqueológico Rafael Larco Herrera possui muitos itens das civilizações Inca e pré Inca. Toda essa coleção de artefatos ajuda a entender a história do Peru, mesmo antes da chegada dos europeus.

As peças estão ligadas a rituais, peças do dia a dia, e há até uma sala dedicada ao sexo (sala erótica), tão importante para o povo quechua. É o museu mais completo sobre o tema em Lima.

A entrada custa 30 soles.

Praça em frente ao Museu Larco

Entrada do museu Larco - Lima - Peru
Entrada do museu

Um pouco da história do idealizador do museu Rafael Larco Hoyle, filho de Rafael Larco Herrera





Eles também tinham Smart Phones

Quipos, sistema de escrita do Império Inca usado principalmente para contabilidade. Com eles era possível gerir os impostos do império inteiro, além de outras coisas

Os imperadores do Peru, Incas e Espanhóis

Instrumentos de guerra do Império Inca

Peça de ouro e prata, usada em rituais

Peças de armas de guerra

A trepanação (cirurgia craniana) já era realizada pelos quechuas. Na foto podemos ver dois crânios trepanados e a faca usada para esse tipo de cirurgia (essa faca também era usada em rituais e outras atividades). É possível notar que o homem da esquerda não sobreviveu à trepanação (o crânio está poroso, sem regeneração), enquanto o da direita ainda pode ter vivido um bom tempo (há bastante regeneração óssea)

Peças de ouro que eram utilizadas provavelmente pelos incas (imperadores) em rituais

Peça da sala erótica

Peça da sala erótica

Peça da sala erótica


Roupas adequadas

Você provavelmente vai viajar para outros lugares a partir de Lima. O Peru é riquíssimo em paisagens naturais, lugares altos, frios e lugares para fazer trilha. Numa viagem como essa é muito importante utilizar as roupas corretas. Alguns lugares têm muito vento e frio, você vai precisar de casacos corta-vento, sobrepele, gorro, luvas e outros itens importantes. Não esqueça também de ter um bom sapato para trilha. Outros itens que podem ser úteis são mochilas, cantil, etc. Dois lugares que são muito bons para comprar esses tipos de itens são a Centauro e a Decathlon. Dá para comprar tudo pela internet e, em muitas situações, eles têm frete grátis.

Clique aqui para buscar esses produtos na Centauro

Clique aqui para buscar esses produtos na Decathlon


Seguro Viagem

Numa viagem como essa é extremamente importante estar protegido contra eventuais acidentes, doenças e extravio de bagagem.

Eu sempre compro o Seguro Viagem pela Real Seguros que tem um comparador de Seguros bem bacana que ajuda a encontrar o mais barato e que melhor me atende.

Acessando pelo link abaixo, você recebe 10% de desconto na compra de qualquer seguro viagem:

Clique aqui para acessar o buscador da Real Seguro Viagem com 10% de desconto


Viaje conectado

Hoje em dia, estar conectado é uma mão na roda e nos ajuda em muita coisa. Nas viagens ao exterior não poderia ser diferente: Poder usar GPS e não se perder, pesquisar sobre transporte público na cidade, pesquisar sobre o que fazer e comprar ingressos para atrações, pedir táxi ou Uber por aplicativo e, claro, postar as suas fotos nas redes sociais e contar as novidades para a sua família e os seus amigos.

Pensando nisso tudo, nós conseguimos fazer uma boa parceria de chips para Smart Phones com a Viaje Conectado, da Yes Brasil, a maior empresa brasileira de venda de chips de celulares no exterior. Eles têm chips para quase todos os países e o mesmo chip pode funcionar em vários países, você não precisa comprar um chip para cada país. Colocando o Cupom ARIQUEZADEVIAJAR10, você tem 10% de desconto em qualquer chip e eles ainda entregam na sua casa, no Brasil, para você já chegar lá usando.

Clique aqui para ver as opções de chip que eles oferecem


Gostou do post? Conheça e curta nossa página no Facebook e fique sempre por dentro das novidades:
A Riqueza de Viajar (Clique para conhecer)


Siga-nos também no Instagram: @ariquezadeviajar e no nosso canal no YouTube


Posts relacionados

Roteiro de 19 dias por Peru, Bolívia e Chile
Cusco
Machu Picchu
Rainbow Mountain


Todos os Posts sobre o Peru
Todos os Posts com Vídeos
Veja o nosso índice de Posts

Comente com o Facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário